quarta-feira, 14 de outubro de 2015

POLÊMICA DA SEMANA - CHEFE DO MUNDIAL DE ENDURANCE VÊ "ATAQUE" DA F1 EM CONFLITO DE DATAS COM 24 HORAS DE LE MANS EM 2016

(Foto: Facebook/Reprodução)


Em entrevista à revista italiana ‘Autosprint’, Gérard Neveu detonou o calendário proposto pela FIA, no qual determina que o GP da Europa, em Baku, no Azerbaijão, seja disputado exatamente no mesmo dia, 19 de junho, das 24 Horas de Le Mans. O dirigente vê claro ataque ao WEC e acusou Bernie Ecclestone de querer esvaziar a lendária corrida de longa duração




Um dos pontos que mais chamou a atenção sobre o calendário da F1 para a temporada 2016 foi a programação do GP da Europa, nas ruas de Baku, no Azerbaijão, no mesmo dia das 24 Horas de Le Mans, 19 de junho. A medida foi duramente criticada por Gérard Neveu, chefão do Mundial de Endurance, competição da qual a prova em Le Mans é a corrida principal. O dirigente enxergou na atitude da F1 um “ataque claro”, disparou contra Bernie Ecclestone e a própria FIA.

 A questão é que o GP de Baku será disputado, de acordo com o atual calendário, apenas uma semana depois da etapa do Canadá, numa sequência chamada de ‘back-to-back’ pelos britânicos, mas muito difícil do ponto de vista logístico.


Coincidência ou não, o conflito de datas vem na esteira de uma vitória consagradora de Nico Hülkenberg em Le Mans. O piloto da Force India foi convidado pela Porsche para disputar a corrida em Sarthe e participou, antes, das 6 Horas de Spa-Francorchamps como preparação para a mais importante prova de resistência do planeta.

 Obviamente, o triunfo de Hülkenberg chamou a atenção de outros pilotos da F1. Fernando Alonso nunca escondeu seu interesse em correr em Le Mans, tanto que chegou a receber convite para correr também pela Porsche, mas acabou sendo vetado pela Honda.

 Na visão de Neveu, a atitude da F1 em marcar o GP da Europa para o mesmo dia das 24 Horas de Le Mans é uma tentativa clara de Bernie Ecclestone para evitar que outros pilotos da categoria disputem a lendária prova de resistência.

 “Este é um ataque claro a nós e a esta corrida”, bradou Neveu em entrevista à revista italiana ‘Autosprint’. “Ecclestone nunca faz nada inocentemente”, disparou o dirigente, que criticou até mesmo a postura da entidade que regula tanto a F1 como o Mundial de Endurance. “A FIA deveria ter nos protegido melhor”, declarou.

 Ocorre que havia um acordo de cavalheiros entre o Automóvel Clube do Oeste, organizador das 24 Horas de Le Mans e promotor do WEC e a própria FIA para evitar conflito de datas entre a F1 e Le Mans, algo que não será obedecido em 2016.

 “É uma pena porque, fazendo isso, você tira qualquer possibilidade de ter estrelas da F1 entrando, o que a tornaria ainda mais a corrida mais importante do mundo. Poderíamos ter Hülkenberg e também outros pilotos da F1. Os fãs do automobilismo estão sendo prejudicados”, disse Neveu, endossado por Pierre Fillon, presidente do Automóvel Clube do Oeste.

 “Não estou preocupado por Le Mans, mas estou decepcionado pelos fãs. Porque acho que eles gostariam de ver pilotos de F1, como eles estavam acostumados a vir no passado”, declarou o dirigente. Em Sóchi, Hülkenberg falou sobre o conflito de datas, lamentou não poder defender sua vitória em Le Mans por estar “comprometido com a F1”. Por outro lado, o alemão ainda espera por uma mudança no calendário para voltar a acelerar pela Porsche em Le Mans.

Fonte: grandepremio.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ESPECIAL FAMÍLIA PIQUET - EPISÓDIO 3 - MOTORSPORT.COM BRASIL

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - PEDRO PIQUET VIBRA COM PRIMEIRA VITÓRIA NA GP3

IMAGEM DA SEMANA - PEDRO PIQUET VIBRA COM PRIMEIRA VITÓRIA NA GP3
Julho 2018

Pedro Piquet celebrou sua primeira vitória na GP3, obtida na segunda corrida da quarta etapa do campeonato, disputada no circuito de Silverstone no último domingo (8). O piloto liderou um pódio dominado pela equipe Trident após superar o francês Giuliano Alesi na largada e pontear todas as 15 voltas da corrida disputada no interior da Inglaterra. O resultado ainda colocou o brasileiro no top-5 do campeonato, objetivo traçado antes da rodada dupla.


Fonte de pesquisa e reprodução: racingonline


POLÊMICA DA SEMANA - PILOTO DA F-2 É SUSPENSO APÓS "DIA DE FÚRIA" EM SILVERSTONE

POLÊMICA DA SEMANA - PILOTO DA F-2 É SUSPENSO APÓS "DIA DE FÚRIA" EM SILVERSTONE
Julho 2018

Santino Ferrucci, piloto protegido da Haas, recebe gancho de quatro provas após bater no parceiro de equipe e guiar pelo paddock segurando um celular


Piloto júnior da Haas na F1, Santino Ferrucci recebeu quatro corridas de suspensão da F2 após colidir com seu companheiro de equipe Arjun Maini ao fim da etapa de domingo, em Silverstone.


Ferrucci bateu na traseira de seu colega de Trident na volta de retorno aos boxes após a bandeirada.


Pelo incidente, ele recebeu uma multa de 60 mil euros e foi banido das próximas duas rodadas, em Hungaroring e Spa.


Além disso, o americano foi visto guiando sem uma luva entre os paddocks da F2 e F1, o que não é permitido. Nesta mão, ele foi visto segurando um telefone, e, por essas duas infrações, ele recebeu uma multa de 6 mil euros.


Ferrucci também foi visto forçando Maini, que também é protegido da Haas, para fora da pista na curva 4 na prova de domingo, sendo desclassificado da corrida.


A dupla também havia batido na corrida de sábado, sendo que Ferrucci recebeu uma punição por ter forçado Maini para fora da pista.


Gunther Steiner, chefe da equipe Haas na F1, confirmou que investigaria o incidente envolvendo seu pupilo.


“Estou ciente do incidente. Eu o vi na TV quando a corrida estava sendo mostrada. Não percebi, não ouvi o áudio, mas eu estava ciente de que havia problemas”, comentou.


“Eu disse que não vou lidar com isso hoje. Vou lidar durante a semana, então terei mais informações. Estou ciente de que algo aconteceu, mas, no momento, não tenho informações suficientes para comentar.


” Em sua conta no Twitter, a equipe Trident expressou apoio a Maini, acusando Ferrucci de “falta de espírito esportivo e, acima de tudo, com um comportamento não civilizado” por parte do piloto e de seu pai. Além disso, o time também disse que seus advogados lidarão com as implicações contratuais do ocorrido.


Fonte de pesquisa e reprodução: motorsport.com


GP COMPLETO

GP COMPLETO

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 26 - ENTREVISTA COM FELIPE MASSA, NA "MURETA COM RUBITO"

GP INGLATERRA 2005

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

SALVEM-SE QUEM PUDER - RALLY DA JUVENTUDE

BLOG NA TV - APAIXONADO POR F-1

BLOG NA TV - APAIXONADO POR F-1
GP Road America, F-Indy 2018

PROMOÇÕES/ CONCURSOS/ DINÂMICAS

SÉRGIO JIMENEZ - PILOTO STOCK CAR, VAI SORTEAR UM PAR DE ÓCULOS PARA OS FÃS QUE O ESCOLHEREM NO HER

SÉRGIO JIMENEZ - PILOTO STOCK CAR, VAI SORTEAR UM PAR DE ÓCULOS PARA OS FÃS QUE O ESCOLHEREM NO HER
Clique na imagem e saiba como participar.

MUNDIAL PILOTOS F1 2018

MUNDIAL  PILOTOS F1 2018

CLASSIFICAÇÃO APÓS GP INGLATERRA


1º Vettel, 171






2º Hamilton, 163





3º Raikkonen, 116



4º Ricciardo, 106



5º Bottas, 104
6º Verstappen, 104





7º Hulkenberg, 42





8ºAlonso, 40



9° Magnussen, 39



10º Sainz, 28



11º Ocon, 25





12º Perez, 24





13° Gasly, 18





14º Leclerc, 13





15º Grosjean, 12




16º Vandoorne, 8






17º Stroll, 4







18º Ericsson, 3





19º Brendon, 1



20º Sirotkin, 0






MUNDIAL CONSTRUTORES F1 2018

MUNDIAL CONSTRUTORES F1 2018
Classificação após GP Inglaterra



1º Ferrari: 287 pontos





2º Mercedes: 267





3º Red Bull- Tag Heuer: 199

















4º Renault: 70




5º Hass-Ferrari: 51





6º Force India-Mercedes: 49







7º McLaren-Renault : 48













8º Scuderia Toro Rosso-Honda: 19




9º Sauber-Ferrari: 16











10° Williams-Mercedes: 4