sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

A1 GP

E aí rapaziada! Tudo bem? Como vão os preparativos para o carnaval?


Nesta edição vou comentar sobre uma categoria do automobilismo internacional de pouco conhecimento da grande massa brasileira e pouquíssimo comentada pela imprensa especializada em jornais, revistas e TV aberta.



O fundador e criador dessa categoria é o Sheik Maktoum Hasher Maktoum Al Maktoum membro da família real do Dubai (Ásia). A A1GP é uma categoria de carros fórmulas mono marcas conhecida também como a Copa do Mundo de Automobilismo. Chassi e motor são exclusividades da marca Ferrari. A categoria corre da seguinte forma: cada carro representa um país, é permitido apenas um carro por nação e o piloto tem que ser da mesma nacionalidade da equipe.



Só por curiosidade: para vocês terem uma ideia da riqueza de Dubai lá está sendo construído o maior arranha-céu do mundo com cerca de 700 a 800 metros de altura, sua obra está orçada em US$ 8 bilhões. É onde também está instalado um dos hotéis mais luxuosos do mundo o Burj Al Arab com cerca de 321 metros de altura. O edifício tem o formato que imita a vela de um barco.



Cada etapa é dividida em três dias, na sexta-feira são permitidos os treinos livres (igual a f-1), o sábado as equipes e pilotos vão á pista para a classificação e no domingo acontece a corrida. Onde a mesma é dividida em duas etapas, a primeira conhecida como Sprint Race tem duração de 24 minutos e a segunda a Feature Race ocorre à tarde e tem duração de 69 minutos.As paradas de boxe também ocorrem na primeira e segunda etapa.



A pontuação na primeira parte da prova privilegia os oito primeiros colocados (10, 8, 6, 5, 4, 3, 2, 1). Na segunda a pontuação muda, os dez primeiros é que pontuam (15, 12, 10, 8, 6, 5, 4, 3, 2,1). A temporada 2008/2009 terá 11 etapas. A mesma iniciou em 04/10/08 em Zandvoort na Holanda, com encerramento em 03/05/09 na Inglaterra.



O nosso país é representado nessa competição com o piloto titular Felipe Guimarães de apenas 17 anos, que tem passagens pela F-3 Sudam e na Euro 3000. Os países que competem são: Holanda, Austrália, Indonésia, Irlanda, Itália, Coréia, Líbano, Malásia, Mônaco, Nova Zelândia, Paquistão, África do Sul, Estados Unidos, Brasil, China, França, Portugal, Suíça, Canadá, Alemanha, Grã-Bretanha, Índia e México.



Na abertura da temporada em Zandvoort o Sprint Race (primeira parte) foi vencida pela equipe da Malásia seguido da Nova Zelândia e França. O Brasil ficou apenas em 13º a uma volta do líder. Na Feature Race (segunda parte) a prova foi disputada sob forte chuva o que causou muitos acidentes e infelizmente o Brasil com Felipe Guimarães terminou em 15º após ter se envolvido em acidente. A vitória foi do time Francês (Loic Durval) seguido da Malásia (Fayruz Faury) e Nova Zelândia (Earl Bamber).



A segunda etapa aconteceu na China no circuito de Chengdu, a primeira rodada foi vencida pela Irlanda (Adam Carroll), seguido da Holanda (Robert Doornbos) e da Grã-Bretanha (Danny Watts).O time do Brasil abandonou logo na segunda volta. Na segunda rodada a vitória do time de Portugal -primeira da categoria- com Filipi Albuquerque, em segundo veio o time da Irlanda e em terceiro mais uma vez a Grã-Bretanha. E o nosso F.Guimarães, adivinhem (risos)? Pois é abandonou de novo (argh).




Na terceira etapa disputada na Malásia no circuito de Sepang o time vencedor foi o da Suíça (atual campeã) pilotado pelo Nell Janni, o segundo posto foi ocupado por Luic Duval (França) e fechando o pódio, a Nova Zelândia (E.Bamber). O time Brasil vai ficando numa situação complicada já que mais uma vez o garotão Guimarães de 17 anos se envolveu em outro acidente. Na Feature Race a Irlanda ficou em primeiro, segundo Portugal e terceiro Estados Unidos. E ele como será que terminou hem? Ficou em sétimo (aplausos) assim somam-se os primeiros pontos de nossa nação nesta temporada (aplausos, risos).



A quarta etapa foi disputada na Nova Zelândia no circuito de Taupo. Irlanda, Suíça e Holanda completaram o pódio na Sprint Race. Na segunda rodada (Feature Race) os três primeiros foram a Suíça, Irlanda e Portugal. Já o time Brasil...



A próxima etapa será na África do Sul no dia 22/02/09 em Gauteng. A classificação geral a Irlanda é líder com 65, em segundo está a Suíça com 52 e terceiro Portugal com 49. O Brasil ocupa a 15º posto com 4 pontinhos apenas.A boa notícia disso tudo é que poderemos ter uma etapa em Interlagos no finalzinho da temporada, se isso se confirmar será a primeira prova na América do Sul.Vamos torcer, também para que alguma emissora possa transmitir a prova.



OUTRAS NOTÍCIAS



O banco Holandês, ING Group, um dos principais patrocinadores da equipe Renault afirmou que revisará seu contrato com a equipe francesa no meio do ano. O patrocínio da ING gira em torno de 77 milhões de euros por ano. Isso devido à crise mundial econômica.



O ex-piloto de f-1 Michael Schumacher sofreu um acidente de moto quando participava de treinos particulares na Espanha. O piloto saiu da pista desacordado após perder o controle de sua moto (HondaCBR 1000) a 230 km/h e ter batido a cabeça no asfalto. Segundo nota em seu site o próprio alemão declarou que foram feitos exames e nada encontraram, o piloto já está em casa e passa bem.



O piloto da F-Indy, o brasileiro Hélio Castro Neves reafirmou inocência no processo que está sendo acusado de fraude fiscal e evasão de divisas. “É muito estranho enfrentar essa situação, mal posso esperar para tudo isso acabar. Sou inocente em todas as acusações. Só posso pensar em acabar com isso e voltar a guiar”. Por causa disso ele estará sendo substituído na Penske pelo australiano Will Power de 27 anos até que saia o resultado do seu julgamento.



A temporada 2009 da F-Truck terá 10 etapas (Guaporé, Fortaleza, Caruaru, Goiânia, São Paulo, Londrina, Argentina, Santa Cruz do Sul e Curitiba). A boa novidade para esse ano é que pela primeira vez teremos uma etapa internacional (Argentina). Isso será bom para o piloto Gastón Mazzacane da equipe ABF Desenvolvimentos (ex-f1) que correrá em casa.



Um ótimo carnaval a todos e até a próxima!


3 comentários:

  1. No lo conocía muy bien explicado, bom dia

    ResponderExcluir
  2. Belo texto, Claudio, mas gostaria de complementar algumas informações sobre a A1GP, ok?
    Na sexta-feira, além do treino livre, tbm são realizados os treinos dos novatos: cada time pode levar um piloto que novato para esses testes, embora não haja obrigatoriedade sobre isso, sendo que esse piloto pode participar apenas de uma certa quantidade de treinos (não me lembro do número ao certo), depois disso é necessário colocar outro piloto.
    A Feature Race dá pontos aos dez primeiros colocados, e não aos quinze, como vc disse.
    Quem não assistiu ainda, não sabe o que está perdendo, pois as corridas costumam ser muito movimentadas e divertidas de assistir. A desse domingo foi ótima, cheia de alternativas, e a equipe brasileira fez bonito: um brilhante segundo lugar na Feature Race, com um Felipe Guimarães (uma opção do Emerson que eu critiquei, devido a juventude, mas que demonstrou seu potencial nesse fim de semana)muito rápido, constante e seguro, apoiado por um trabalho primoroso da equipe nos dois pit-stops. Aliás, na Sprint race existe a obrigatoriedade de uma parada nos boxes, e na Feature de duas, sendo que a organização da categoria é que determina as janelas de parada.
    Corre o boato de que vai haver uma corrida extra nesse campeonato, sendo ela no Brasil, provavelmente em Interlagos no mês de maio, mas o site da categoria não faz nenhuma referência a isso. É esperar pra ver.
    Quanto às transmissões das provas, infelizmente não há mais transmissão em canal aberto para o Brasil (a Rede TV transmitiu durante um tempo, mas de forma bem porca...), mas a categoria disponibiliza, no dia da corrida, a Sprint Race em VT diretamente em seu site, além da transmissão ao vivo da Feature Race, com opção de baixa resolução (para conexões mais lentas) e alta resolução (para conexões mais rápidas.
    Bom, acho que falei tudo!
    Grande abraço e belo trabalho, Claudio!
    P.S.: e seja muito bem vindo a família Warm Up F1!

    ResponderExcluir
  3. Geraldo este blog aqui tem abertura total para comentários, sejam elas elogios, sugestões e críticas.
    Realmente houve falhas minhas,e já foram corrigidas.
    Continue participando!
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ULTIMAS VOLTAS GP BRASIL 2006

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - INCÊNDIO NA CALIFÓRNIA AMEAÇA AUTÓDROMO DE SONOMA, MAS PRESIDENTE GARANTE QUE..

Um incêndio na região de Santa Rosa, na Califórnia, chegou nos arredores do circuito de Sonoma. O presidente da pista, no entanto, garante que não há risco de danos na estrutura do palco das decisões da Indy.


A pista de Sonoma amanheceu ameaçada por um incêndio florestal que vem se alastrando pela região. Com foco nas proximidades da cidade californiana de Santa Rosa - aproximadamente 50 km distante do circuito -, o incêndio chegou até os arredores da pista, invadindo o terreno do palco da decisão das temporadas da Indy.


Apesar disso, o presidente do circuito garante que não há risco de danos nas estruturas e afirmou que as equipes da pista estão trabalhando ao lado das autoridades públicas para o controle das chamas.


Fonte de pesquisa e reprodução: grandepremio.uol.com.br

POLÊMICA DA SEMANA - NÃO FAZ O MENOR SENTIDO FELIPE MASSA FORA DA WILLIAMS EM 2018

Uma hipotética saída de Felipe Massa da Williams significa jogar por terra o programa de desenvolvimento iniciado em 2017.


Por: Américo Teixeira Junior


Caso a lógica impere, qualquer discussão sobre o teammate de Lance Stroll em 2018 é inócua, pois não faz o menos sentido remover Felipe Massa da posição. Salvo uma imposição contundente do poder econômico, a evolução da Williams e do piloto canadense passam necessariamente pelas mãos do brasileiro vice-campeão mundial.


O fato de a equipe ter se reestruturado e investido em pessoal qualificado, revela estar em franco desenvolvimento um projeto para a equipe fundada por Frank Williams voltar a figurar entre as protagonistas da Fórmula 1, mesmo estando vulnerável à necessidade de recursos.


A presença de Stroll reflete essa vulnerabilidade, mas nem por isso deixou de ser uma aposta no futuro, pois é visível a evolução do piloto, que inegavelmente se destacou nas categorias de base. Sim, pois há um limite para o poder do dinheiro no automobilismo. Vagas, compram-se, mas moeda alguma se converte em qualidade e resultados.


Felipe Massa faz parte dessa engrenagem dentro das pistas, mas principalmente fora delas. Referência técnica e desportiva, é indispensável uma bagagem como a dele na hora de discutir procedimentos e soluções. Já Stroll está incapacitado de fazê-lo por estar ainda, por assim dizer, tentando descobrir para que lado vira a coisa.


É fato que o pai do canadense é sócio da Williams, dono de uma quantidade não revelada de ações. Estima-se que teria comprado 30% das ações pertencentes a Frank Williams. Independentemente de esse número ser correto, a verdade é que sua palavra tem peso, sendo lícito supor que advogue pela manutenção de um formato que tende a evoluir se a Williams for capaz de entregar um carro promissor em 2018.


Não se pode desconsiderar que os “Irma” da vida também sacodem a Fórmula 1 de tempos em tempos, mas em tempos de, quando muito, “tempestades tropicais”, Felipe Massa fica onde está.


Fonte de pesquisa e reprodução: diariomotorsport

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 25 - FABRICAÇÃO DE UM F-1

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP MALÁSIA 2004

O nosso quadro GP Completo, edição nº 7 traz o GP da Malásia de 2004 (segunda prova da temporada), já que estamos em um final de semana de corrida de F-1 (GP Malásia) e não por acaso, que escolhi a Malásia para esta edição.Um grid cheio com bastante carros e pilotos, interessante dizer que em 2004 tínhamos três pilotos brasileiros : Barrichello (Ferrari), Cristiano da Matta (Toyota), Felipe Massa (Sauber).

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

ECURRALADO

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

O número 13 parece não dá sorte mesmo, pois bem, foi o que aconteceu com o Oreca nº 13 da Rebellion Racing, pilotado por Nelsinho Piquet, Mathias Beche e David Heinemeier-Hansson, eles tinham conquistado o segundo lugar da classe LMP2 e o terceiro posto geral.


Mas a equipe teve que fazer um reparo no motor de arranque e por isso abriram um buraco no carro ao qual danificou uma das homologações, ferindo assim o regulamento. E daí a punição. lamentável!!!

DEDICATÓRIAS

DEDICATÓRIAS
Poster autografado (por Nelson Piquet) para o blogueiro Claudio Heliano

'

'
Poster autografado (por Nigel Mansell) par ao blogueiro Claudio Heliano

'

'
Autografada por Luiz Razia