sexta-feira, 11 de setembro de 2015

POLÊMICA DA SEMANA - F1 TINHA CARROS PARA HOMENS, E SENNA "ERA MELHOR QUE TODOS NÓS", DIZ BERGER.

Imagem retirada da internet


Companheiro do tricampeão na McLaren, ex-piloto austríaco afirma que Fórmula 1 atual é para "moças". Inglês relembra "boicote" do brasileiro na Lotus em 1986

Neste sábado, o Canal Brasil estreia o documentário "Ayrton - Retratos e Memórias", sobre o tricampeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna, morto após acidente em 1994, no GP de San Marino, em Ímola. Em um dos depoimentos, o austríaco Gerhard Berger rende homenagens ao brasileiro, seu companheiro na McLaren entre 1990 e 1992. O ex-piloto afirma que, naquela época, os carros eram mais potentes e havia mais dificuldade. E Senna era o melhor.

 - As pessoas que conhecem o esporte hoje não conseguem entender o que era um motor de 1.200 cavalos. Com pneus de treino, sem áreas de escape, em curvas de alta, de lado, indo embora, o que ele fazia melhor que todos nós. Era um carro para homem. Agora são carros para moças. Em carros para homens, com toda aquela potência, rodas grandes, sem câmbio automático, sem apoio de computador. Eram da pesada - disse o austríaco.

  Berger lembra que, quando Senna ainda estava na Lotus, entre 1985 e 1987, conseguia ser o mais rápido nos treinos, mesmo com um carro inferior. Ayrton largou em primeiro lugar 16 vezes na equipe inglesa, somando as três temporadas.

Foto: (reprodução)


 - Se você disser "Ayrton Senna" para mim, o que vem à minha mente, além do amigo, é sua velocidade natural, suas voltas de classificação na Lotus, um dia depois do outro, uma semana depois da outra, sempre pole position. E não com um carro pole position. Ele é que levava o carro à pole position. Ele fazia o tempo todo, no último segundo do treino oficial, com grande força mental, num jeito inacreditável.

 Foi na Lotus, em 1985, que Ayrton Senna conseguiu sua primeira vitória na Fórmula 1, no GP de Portugal. No fim daquela temporada, acabou na quarta posição do Mundial. A equipe decidiu trocar o italiano Elio de Angelis pelo inglês Derek Warwick. Mas o brasileiro vetou a presença do britânico na equipe.

 - Foi uma momento difícil para mim. Assinei um contrato com a Lotus, para ter tratamento igual ao de Ayrton em 1986. Nós revezaríamos o carro reserva. Eu já tinha escolhido meus mecânicos, engenheiros, tudo. Então, recebi um telefonema em dezembro, para ir à fábrica. Achei que era para assinar contrato e receber meu primeiro pagamento. Mas senti que o clima estava diferente e me disseram que, infelizmente, não poderiam fechar comigo. Disseram que Ayrton não me queria como companheiro de equipe. Ele sabia que a equipe não tinha dinheiro, capacidade, mecânicos, engenheiros, para se concentrar em dois pilotos. Então aconteceu algo muito estranho. Recebi uma carta de Ayrton, me desejando tudo de bom para 86 - relembrou Warwick.


Fontesportv.globo.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ESPECIAL FAMÍLIA PIQUET - EPISÓDIO 2 - MOTORSPORT.COM BRASIL

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

ED CARPENTER FATURA A POLE POSITION PARA AS 500 MILHAS DE INDINÁPOLIS 2018 - IMAGEM DA SEMANA

ED CARPENTER FATURA A POLE POSITION PARA AS 500 MILHAS DE INDINÁPOLIS 2018 - IMAGEM DA SEMANA
Maio 2018

Ed Carpenter, proprietário e piloto (exclusivamente só corre em circuitos ovais), da Ed Carpenter Racing, faturou a pole position para a tradicional e esperada 500 Milhas de Indianápolis. Esta será a 102ª edição da prova. Os pilotos brasileiros, Helio Castroneves (convidado especial), Tony Kanaan e Matheus Leist, largarão em: 8º, 10º e 11º , respectivamente. A prova acontecerá no dia 27 de maio, com transmissão da Band.

FERNANDO ALONSO TEM FUTURO INCERTO NA F-1 - POLÊMICA DA SEMANA

FERNANDO ALONSO TEM FUTURO INCERTO NA F-1 - POLÊMICA DA SEMANA
Maio 2018

Fernando Alonso em entrevista coletiva no dia 10/5, falou algo a respeito de seu futuro na F-1 que deixou os seus fãs bastante apreensivos. Dizendo que a F-1 está indo por uma caminho que não é o melhor e que a sua permanência na categoria ainda gera dúvidas


“Estou tentando dois campeonatos mundiais ao mesmo tempo. Estou feliz com o progresso que fizemos aqui na McLaren e com a direção das coisas. Mas é bastante difícil – especialmente em conciliar o calendário da F1”, disse Alonso na Espanha. “O maior problema aqui é o quão previsíveis as coisas são. Podemos colocar no papel agora qual será o resultado da qualificação de sábado, como vai ser em Mônaco, em Silverstone. Então, isso é algo que você precisa considerar para tomar as decisões futuras. Isso é triste de certa forma para a F1, a direção para onde está indo.”

GP COMPLETO

GP COMPLETO

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 26 - ENTREVISTA COM FELIPE MASSA, NA "MURETA COM RUBITO"

GP INGLATERRA 2005

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

SALVEM-SE QUEM PUDER - RALLY DA JUVENTUDE

PROMOÇÕES/ CONCURSOS/ DINÂMICAS

SÉRGIO JIMENEZ - PILOTO STOCK CAR, VAI SORTEAR UM PAR DE ÓCULOS PARA OS FÃS QUE O ESCOLHEREM NO HER

SÉRGIO JIMENEZ - PILOTO STOCK CAR, VAI SORTEAR UM PAR DE ÓCULOS PARA OS FÃS QUE O ESCOLHEREM NO HER
Clique na imagem e saiba como participar.

MUNDIAL PILOTOS F1 2018

MUNDIAL  PILOTOS F1 2018

CLASSIFICAÇÃO APÓS GP ESPANHA






1º Hamilton, 95




2º Vettel, 78 pontos



3º Bottas, 58


4º Raikkonen, 48


5º Ricciardo, 47


6º Verstappen, 33




7ºAlonso, 32



8º Hulkenberg, 22



9° Magnussen, 19


10º Sainz, 19




11º Perez, 17




12° Gasly, 12





13º Leclerc, 9




14º Vandoorne, 8




15º Stroll, 4





16º Ericsson, 2





17º Ocon, 1



18º Brendon, 1


19º Grosjean, 0



20º Sirotkin, 0


MUNDIAL CONSTRUTORES F1 2018

MUNDIAL CONSTRUTORES F1 2018
Classificação após GP Espanha

1º Mercedes: 153





2º Ferrari: 126 pontos








3º Red Bull- Tag Heuer: 80













4º Renault: 41




5º McLaren-Renault : 40









6º Hass-Ferrari: 19



7º Force India-Mercedes: 18








8º Scuderia Toro Rosso-Honda: 13









9º Sauber-Ferrari: 11








10° Williams-Mercedes: 4