sexta-feira, 12 de setembro de 2014

FÓRMULA E - O CARRO



Tem inicio neste final de semana, dia 13 de setembro, uma nova era em corridas de carros, estamos falando da Fórmula E, carros totalmente elétricos e que irão mudar seu conceito quando for falar de carros movidos a eletricidade. Claro que carros movidos a eletricidade não é nenhuma novidade, ter uma categoria exclusiva para esse fim, isso sim, é uma jogada ousada de muita coragem. Será que vai dar certo? E o público irá gostar? Vem cá, e o  "ronco" do motor, empolga? As respostas só vamos saber quando assistirmos a etapa inaugural.

Enquanto isso, vamos conhecer um pouco a nova categoria?


O CARRO 





Chamado de SRT01E ( Spark Racing Technology ) , é o primeiro carro elétrico homologado pela FIA com emissão zero CO2, garantindo o equilíbrio entre sustentabilidade e rentabilidade.O projeto do carro leva a assinatura do francês Frédéric Vausseur.




O fabricante do chassi ficou a cargo da italiana Dallara (a mesma da F-Indy), que conta com mais de 40 anos de historia no automobiLismo. O chassi é feito de fibra de carbono e alumínio, sendo  ao mesmo tempo super leve e incrivelmente forte e totalmente em conformidade com os mais recentes testes de colisão da FIA - o mesmo usado para regular Formula 1.





O gerenciamento eletrônico do motor ficará sob a responsabilidade da McLaren (líder mundial em tecnologia de alto desempenho para automobilismo), essa mesma fabricante, é a fornecedora oficial da F-1 e da Nascar.



A Williams Engenharia Avançada (que faz parte do grupo F1 Team) fornecerá as baterias que produzirão 200 kw, o equivalente a 272 cv.




Michelin será a fornecedora a oficial de pneus (aro 18) para todas as equipes. E todos eles são recauchutados, sendo um pneus misto, ou seja, tanto para condições em pista seca como em pista molhada.




Hewland,será a fabricante do câmbio que utilizará  relações fixas para ajudar a reduzir ainda mais os custos.O cambio será sequencial de cinco velocidades.




A Renault será a fornecedora de motores oficial para todas as equipes. E o  som do motor do carro elétrico fara um barulho diferente de tudo que você está acostumado a ouvir em provas automobilísticas. 


RONCO DO MOTOR

Ficou curioso para saber como é a "sinfonia" do motor? O som faz lembrar o barulho de uma turbina de avião, ouça no vídeo abaixo:




A SIMULAÇÃO

Assista este vídeo e veja como será as corridas do futuro. Lembrando, como o título já menciona, é uma simulação. Todas as dez provas do calendário serão realizadas em circuitos de rua.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ULTIMAS VOLTAS GP BRASIL 2006

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - HAMILTON CELEBRA TETRACAMPEONATO: "NÃO PARECE REAL"

Lewis Hamilton não precisava de um grande resultado para conquistar o quarto título mundial de Fórmula 1 de sua carreira. Porém, o inglês, que precisava apenas de um quinto lugar para definir o título, viu o Grande Prêmio do México, disputado neste domingo (29) virar um drama após ter um pneu furado e cair para a última posição. Sebastian Vettel, porém, não conseguiu brigar pela vitória, e o piloto da Mercedes conquistou o título com o nono lugar.


Fonte de pesquisa e reprodução: Racingonline


POLÊMICA DA SEMANA - COM CRESCENTE DE RED BULL E MCLAREN, FERRARI CAMINHA PARA "CRISE"

A Ferrari está “caminhando para uma crise” que tradicionalmente é “difícil de sair”.


Essa é a visão do ex-engenheiro da Ferrari, Toni Cuquerella, ao avaliar o recente fracasso de Sebastian Vettel em desafiar o título de 2017.


“A Ferrari foi muito mais competitiva do que nos anos anteriores”, escreveu o ‘El Paris’. “A Ferrari teve um carro melhor do que Mercedes em cinco dos 18 Grandes Prêmios”, acrescentou Cuquerella.


“Foi um bom ano e eles deveriam estar felizes. Mas, como sempre, na Ferrari, duas corridas com resultados ruins significam o início de uma crise.


“E a Mercedes soube se aproveitar muito bem disso”, disse ele.


Cuquerella acredita que o desafio da Ferrari agora é “escapar da crise” por trás disso e sair com um pacote forte desde o começo de 2018.


No entanto, “a Ferrari luta para sair de suas crises”, disse o espanhol. “Enquanto isso, outros como Red Bull e McLaren podem chegar a esse nível no próximo ano.


“Este ano, a equipe mais rápida e o piloto mais rápido ganharam, mas a tendência indica que esse domínio não necessariamente continuará.


“O próximo título pode ser conquistado por uma equipe que não obrigatoriamente tenha o melhor carro”, finalizou.


Fonte de pesquisa e reprodução: f1mania.com.br

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 25 - FABRICAÇÃO DE UM F-1

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP MALÁSIA 2004

O nosso quadro GP Completo, edição nº 7 traz o GP da Malásia de 2004 (segunda prova da temporada), já que estamos em um final de semana de corrida de F-1 (GP Malásia) e não por acaso, que escolhi a Malásia para esta edição.Um grid cheio com bastante carros e pilotos, interessante dizer que em 2004 tínhamos três pilotos brasileiros : Barrichello (Ferrari), Cristiano da Matta (Toyota), Felipe Massa (Sauber).

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

ECURRALADO

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

O número 13 parece não dá sorte mesmo, pois bem, foi o que aconteceu com o Oreca nº 13 da Rebellion Racing, pilotado por Nelsinho Piquet, Mathias Beche e David Heinemeier-Hansson, eles tinham conquistado o segundo lugar da classe LMP2 e o terceiro posto geral.


Mas a equipe teve que fazer um reparo no motor de arranque e por isso abriram um buraco no carro ao qual danificou uma das homologações, ferindo assim o regulamento. E daí a punição. lamentável!!!

DEDICATÓRIAS

DEDICATÓRIAS
Poster autografado (por Nelson Piquet) para o blogueiro Claudio Heliano

'

'
Poster autografado (por Nigel Mansell) par ao blogueiro Claudio Heliano

'

'
Autografada por Luiz Razia