domingo, 24 de julho de 2011

OPINIÃO RAPIDINHA/ GP ALEMANHA 2011


Fala turma!


O GP Alemanha de 2010 foi muito polêmico, devido a Ferrari ter ordenado ao Felipe Massa, que ocupava a 1º colocação naquele momento e seu companheiro de equipe o espanhol, Fernando Alonso a 2º colocação. Felipe Massa cumprindo uma ordem de equipe passada via rádio e ouvida por milhões de telespectadores, cedeu uma provável vitória ao espanhol.



Em 2010, as ordem de equipes eram proibidas, lembro muito bem a cara de Felipe no pódio, o abraço do Alonso no brasileiro (que estava ali por dentro do capacete "puto" da vida. Foi uma covardia com o brasileiro que naquele momento precisava muito de uma vitória.



Ele tinha vindo de um acidente gravíssimo em 2009 (GP da Hungria), quase morreu, essa é a verdade, ficou de fora da metade da temporada. Em 2010, pegou um companheiro de equipe casca grossa, que é o bicampeão Alonso, vinha de um período de 2010 de fraquíssimos resultados. E a Ferrari o que fez? Puxou o tapete vermelho e deu para Felipe um "nariz" de palhaço.



E como será que Felipe irá agir neste ano? Irá se vingar do Alonso? Ou será que, "águas passadas não movem moinho?". Alonso largará em 4º, Massa uma posição atrás (5º). Massa em todas as provas larga melhor do que o espanhol. E Alonso sabe muito bem disso.



A pole position é de Mark Webber, que deixou o piloto da casa, Vettel apenas na terceira colocação. Webber obteve sua primeira vitória na carreira nesse mesmo circuito em 2009, aos 32 anos de idade. O australiano parece que acordou de um sono pesado, nas últimas três provas vem dando mais trabalho aos concorrentes, principalmente, ao campeão de 2010, Sebastian Vettel.


Lewis Hamilton foi o responsável por se infiltrar entre as RBRs, quebrando uma primeira fila dos carros azuis "tourados". Hamilton que recuperar o tempo perdido, largando de uma segunda colocação ele sabe que poderá impor um bom ritmo se largar melhor que Webber. Tarefa que não é dificil, já que o australiano não vem fazendo boas largadas nesta temporada.



De Barrichello é torcer para que ocorra algumas zebras, isto é, se ele quiser chegar na zona de pontos, largando da 14º colocação suas chances são pequenas. Felipe Massa tem potêncial para estar entre os cinco primeiros. Uma boa largada, um bom pit-stop (vê lá em Ferrari!) e não estando perto do Alonsinho, Massinha poderá frequentar o pódio. Vamos lá Massinha!!!



Bom, como bom apaixonado por automobilismo, preciso me despedir de vocês, para assistir o Grande Prêmio, que vai começar daqui a 10 minutinhos. Sorte aos brasileiros e vamos nessa. Valeu, um abraço e um bom domingo à todos. Fuuuuiiiiiiiii!!!!!!!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ULTIMAS VOLTAS GP BRASIL 2006

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - HAMILTON CELEBRA TETRACAMPEONATO: "NÃO PARECE REAL"

Lewis Hamilton não precisava de um grande resultado para conquistar o quarto título mundial de Fórmula 1 de sua carreira. Porém, o inglês, que precisava apenas de um quinto lugar para definir o título, viu o Grande Prêmio do México, disputado neste domingo (29) virar um drama após ter um pneu furado e cair para a última posição. Sebastian Vettel, porém, não conseguiu brigar pela vitória, e o piloto da Mercedes conquistou o título com o nono lugar.


Fonte de pesquisa e reprodução: Racingonline


POLÊMICA DA SEMANA - COM CRESCENTE DE RED BULL E MCLAREN, FERRARI CAMINHA PARA "CRISE"

A Ferrari está “caminhando para uma crise” que tradicionalmente é “difícil de sair”.


Essa é a visão do ex-engenheiro da Ferrari, Toni Cuquerella, ao avaliar o recente fracasso de Sebastian Vettel em desafiar o título de 2017.


“A Ferrari foi muito mais competitiva do que nos anos anteriores”, escreveu o ‘El Paris’. “A Ferrari teve um carro melhor do que Mercedes em cinco dos 18 Grandes Prêmios”, acrescentou Cuquerella.


“Foi um bom ano e eles deveriam estar felizes. Mas, como sempre, na Ferrari, duas corridas com resultados ruins significam o início de uma crise.


“E a Mercedes soube se aproveitar muito bem disso”, disse ele.


Cuquerella acredita que o desafio da Ferrari agora é “escapar da crise” por trás disso e sair com um pacote forte desde o começo de 2018.


No entanto, “a Ferrari luta para sair de suas crises”, disse o espanhol. “Enquanto isso, outros como Red Bull e McLaren podem chegar a esse nível no próximo ano.


“Este ano, a equipe mais rápida e o piloto mais rápido ganharam, mas a tendência indica que esse domínio não necessariamente continuará.


“O próximo título pode ser conquistado por uma equipe que não obrigatoriamente tenha o melhor carro”, finalizou.


Fonte de pesquisa e reprodução: f1mania.com.br

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 25 - FABRICAÇÃO DE UM F-1

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP MALÁSIA 2004

O nosso quadro GP Completo, edição nº 7 traz o GP da Malásia de 2004 (segunda prova da temporada), já que estamos em um final de semana de corrida de F-1 (GP Malásia) e não por acaso, que escolhi a Malásia para esta edição.Um grid cheio com bastante carros e pilotos, interessante dizer que em 2004 tínhamos três pilotos brasileiros : Barrichello (Ferrari), Cristiano da Matta (Toyota), Felipe Massa (Sauber).

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

ECURRALADO

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

O número 13 parece não dá sorte mesmo, pois bem, foi o que aconteceu com o Oreca nº 13 da Rebellion Racing, pilotado por Nelsinho Piquet, Mathias Beche e David Heinemeier-Hansson, eles tinham conquistado o segundo lugar da classe LMP2 e o terceiro posto geral.


Mas a equipe teve que fazer um reparo no motor de arranque e por isso abriram um buraco no carro ao qual danificou uma das homologações, ferindo assim o regulamento. E daí a punição. lamentável!!!

DEDICATÓRIAS

DEDICATÓRIAS
Poster autografado (por Nelson Piquet) para o blogueiro Claudio Heliano

'

'
Poster autografado (por Nigel Mansell) par ao blogueiro Claudio Heliano

'

'
Autografada por Luiz Razia