quarta-feira, 20 de julho de 2011

BATIDAS E PROBLEMAS DE ACERTO MARCARAM DIFÍCIL FINAL DE SEMANA PARA LUCAS FORESTI



Paul Ricard, 17 de julho de 2011
Att. Editoria de Esportes/Veículos/Automobilismo
F-3

Batidas e problemas de acerto marcaram difícil final de semana para Lucas Foresti

No circuito de Paul Ricard, na França, piloto brasileiro teve pior final de semana da temporada

Foi encerrada na tarde deste domingo a sexta rodada do Britânico de F-3 com as corridas válidas pela 16ª, 17ª e 18ª etapas da competição. As provas, disputadas no Autódromo de Paul Ricard, no sul da França, marcaram o início da segunda fase do Campeonato.

Após chegar a esta rodada ocupando de forma isolada a vice-liderança do Campeonato o piloto brasileiro Lucas Foresti (RADIEX) tinha como principal objetivo diminuir a sua diferença para a primeira colocação e, deste modo, dar início à uma reação na busca pelo título da temporada.

Porém, vários problemas se acumularam com o piloto da equipe Fortec Motorsport no decorrer do final de semana o que, efetivamente, não lhe permitiram cumprir seu objetivo. Com problemas no ajuste do carro desde os treinos livres, Lucas e sua equipe de trabalho batalharam a todo instante em busca de conseguir um conjunto mais veloz e competitivo para as três corridas. Fora isso, uma batida na terceira prova, acabaram por encerrar um final de semana muito difícil para Foresti.

Após conquistar a décima marca na tomada de tempos Lucas conquistou o direito de largar na quinta fila para as corridas um e três. Na prova um, realizada na tarde de sábado, o brasiliense teve uma excelente largada e não demorou para chegar à quarta posição, mas, na disputa pela terceira posição, acabou sendo “escorado” por um concorrente e caiu para nono lugar, posição em que terminou a prova.

A corrida dois foi marcada por um erro da direção de provas no acionamento das luzes de largada o que fez com que a corrida fosse reduzida para apenas seis voltas. Com um novo “setup” para o carro Foresti conseguiu uma boa largada novamente e partiu para o ataque. Porém, como a pista apresentava grande dificuldade de ultrapassagem, ele, Jack Harvey e o compatriota Pietro Fantin fizeram a disputa mais empolgante da corrida. Se atacando o tempo todo os três acabaram a prova na sexta, sétima e oitava posições. Foresti ficou com o sétimo lugar.

Na última e mais longa corrida da rodada a expectativa de Lucas era muito boa. Segundo ele, nas voltas que se pode dar antes do alinhamento do grid de largada, ele sentiu que tinha o melhor “setup” do final de semana e, certamente, estaria muito competitivo. Mas, a sua animação durou pouco tempo. Autorizada a largada o piloto já tinha em mente partir para cima dos concorrentes, mas, ainda na curva um, ao tentar desviar de um acidente, acabou recebendo um batida em cheio na traseira de seu carro. Com o aerofólio traseiro quebrado o piloto não teve muito o que fazer. Ainda permaneceu na pista por algumas voltas, mas, sem conseguir um bom desempenho, abandonou a corrida com 11 voltas completadas.

“Infelizmente não conseguimos um final de semana produtivo aqui na França. Nossos mecânicos foram incansáveis na busca de um bom acerto e eu tive, desde os treinos livres, um carro diferente a cada vez que eu ia para a pista. Tentamos de tudo, mas, infelizmente neste final de semana não foi possível buscar a vitória. Quero agradecer ao empenho da equipe Fortec e da Mercedes-Benz e, tenho certeza, estaremos novamente competitivos na próxima rodada”, declarou o representante da RADIEX.

Após 18 etapas o Britânico de F-3 tem o brasileiro Felipe Nasr na primeira posição, com 237 pontos, seguido por Carlos Huertas, 133; Lucas Foresti, 127; Jazeman Jaafar, 115; Kevin Magnussen, 113 e Willian Buller, 106 pontos.

As informações sobre competições, resultados, agenda, notícias e galerias de fotos da carreira de Lucas Foresti podem ser acessadas através da página do piloto na internet. Lá também é possível fazer contato com Foresti por meio de seu mural de recados, acesse: www.lucasforesti.com.br.

Fotos: Jakob Ebray - Divulgação

Assessoria de Comunicação do piloto Lucas Foresti
Quick Comunicação e Marketing
Jornalistas Responsáveis: Flávio Quick e Fabíola Cadar
Fones/Fax: 31. 3225-2236 31. 9955-1420 ID Nextel: 88*2006
E-mail: quick@quickcomunicacao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ULTIMAS VOLTAS GP BRASIL 2006

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - HAMILTON CELEBRA TETRACAMPEONATO: "NÃO PARECE REAL"

Lewis Hamilton não precisava de um grande resultado para conquistar o quarto título mundial de Fórmula 1 de sua carreira. Porém, o inglês, que precisava apenas de um quinto lugar para definir o título, viu o Grande Prêmio do México, disputado neste domingo (29) virar um drama após ter um pneu furado e cair para a última posição. Sebastian Vettel, porém, não conseguiu brigar pela vitória, e o piloto da Mercedes conquistou o título com o nono lugar.


Fonte de pesquisa e reprodução: Racingonline


POLÊMICA DA SEMANA - COM CRESCENTE DE RED BULL E MCLAREN, FERRARI CAMINHA PARA "CRISE"

A Ferrari está “caminhando para uma crise” que tradicionalmente é “difícil de sair”.


Essa é a visão do ex-engenheiro da Ferrari, Toni Cuquerella, ao avaliar o recente fracasso de Sebastian Vettel em desafiar o título de 2017.


“A Ferrari foi muito mais competitiva do que nos anos anteriores”, escreveu o ‘El Paris’. “A Ferrari teve um carro melhor do que Mercedes em cinco dos 18 Grandes Prêmios”, acrescentou Cuquerella.


“Foi um bom ano e eles deveriam estar felizes. Mas, como sempre, na Ferrari, duas corridas com resultados ruins significam o início de uma crise.


“E a Mercedes soube se aproveitar muito bem disso”, disse ele.


Cuquerella acredita que o desafio da Ferrari agora é “escapar da crise” por trás disso e sair com um pacote forte desde o começo de 2018.


No entanto, “a Ferrari luta para sair de suas crises”, disse o espanhol. “Enquanto isso, outros como Red Bull e McLaren podem chegar a esse nível no próximo ano.


“Este ano, a equipe mais rápida e o piloto mais rápido ganharam, mas a tendência indica que esse domínio não necessariamente continuará.


“O próximo título pode ser conquistado por uma equipe que não obrigatoriamente tenha o melhor carro”, finalizou.


Fonte de pesquisa e reprodução: f1mania.com.br

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 25 - FABRICAÇÃO DE UM F-1

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP MALÁSIA 2004

O nosso quadro GP Completo, edição nº 7 traz o GP da Malásia de 2004 (segunda prova da temporada), já que estamos em um final de semana de corrida de F-1 (GP Malásia) e não por acaso, que escolhi a Malásia para esta edição.Um grid cheio com bastante carros e pilotos, interessante dizer que em 2004 tínhamos três pilotos brasileiros : Barrichello (Ferrari), Cristiano da Matta (Toyota), Felipe Massa (Sauber).

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

ECURRALADO

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

O número 13 parece não dá sorte mesmo, pois bem, foi o que aconteceu com o Oreca nº 13 da Rebellion Racing, pilotado por Nelsinho Piquet, Mathias Beche e David Heinemeier-Hansson, eles tinham conquistado o segundo lugar da classe LMP2 e o terceiro posto geral.


Mas a equipe teve que fazer um reparo no motor de arranque e por isso abriram um buraco no carro ao qual danificou uma das homologações, ferindo assim o regulamento. E daí a punição. lamentável!!!

DEDICATÓRIAS

DEDICATÓRIAS
Poster autografado (por Nelson Piquet) para o blogueiro Claudio Heliano

'

'
Poster autografado (por Nigel Mansell) par ao blogueiro Claudio Heliano

'

'
Autografada por Luiz Razia