sexta-feira, 7 de maio de 2010

O SURGIMENTO DA COPA TROLLER

Olá meus amigos(as)!

A MARCA

A marca Troller existe no Brasil desde 1997, sua instalações estão localizadas na cidade de Horizonte/CE, e atende pelo nome de Troller Veículos Especias S.A.O nome Troller é uma espécie de derivação aportuguesada da palavra inglesa troll. Entre outros significados, troll designa um personagem das lendas escandinavas que habita florestas e cavernas da Noruega, protege os seus visitantes, é fiel, leal e traz sorte, mas fica bravo se ameaçam o seu habitat.

O CURRÍCULO


No ano de 2000 a marca teve sua primeira participação no Rally Paris-Dakar. Em 2001 conquistou um título inédito para o Brasil,o de Campeã Mundial de Rally Cross Country, na categoria T 3.2 Diesel,e o vice-campeonato do Paris-Dakar de 2001.




Em 2002 A equipe Troller foi Campeã Brasileira de Rally Cross Country em 2 categorias. Na Production Diesel, que é disputada com veículos praticamente originais, a dupla Renê Mello e Marcus Mello foi campeã por antecipação. A dupla conquistou o primeiro lugar no Rally das Neves, no Rally do Café, Rally da Energia e no Rally dos Sertões, que faziam parte do Campeonato Brasileiro. Na categoria Super Production Diesel, a mais disputada, a dupla Reinaldo Varela e Edgar Fabre também ficou em primeiro lugar na Geral, conquistando o topo do pódio no Rally Terra Brasil e no Rally das Neves.

COPA TROLLER

O surgimento da Copa Troller ocorreu em 2003 e sua proposta inicial era dar a oportunidade aos clientes de experimentar o verdadeiro potencial off-road do veículo.A Copa Troller é classificada como um Rally de Regularidade,que significa dizer: sua característica principal é seguir uma planilha com tempo de percurso cronometrado e médias de velocidades.É uma competição monomarca, de âmbito nacional,e que são divididos em dois campeonatos regionais envolvendo os estados do Nordeste e Sudeste.


Em 2010, a Copa Troller comemora sua 8ª edição, e já acumula em seu currículo a passagem por 13 estados do país,onde fora registrado também a visita em 25 cidades, conhecendo e explorando suas trilhas e seus segredos.

Em cada etapa do campeonato Sudeste, seis ao total, é registrada uma média de 150 veículos. E no campeonato Nordeste a média é de 100 veículos em cada uma das quatro etapas

A Copa Troller é dividida nas categorias: Expedition,Turismo,Graduados e Master.Confira a diferença de cada uma delas.

EXPEDITION

Esta é para pilotos e navegadores que nunca participaram de um Rally de Regularidade.Seu percurso tem graus de dificuldades menores, perfeito para a prática de pilotagem em terrenos irregulares e leitura de roteiros com planilhas.
É permitido a participação de 2 acompanhantes (Zequinhas) a partir de 10 anos. Os navegadores podem ter a partir de 16 anos de idade (ambos com autorização dos pais).


No final do percurso os cinco primeiros colocados (duplas) são premiados com trófeus.Lembrando que nesta categoria não há somátoria de pontos nas etapas e nem no final do ano.

TURISMO

Esta já exige um nível maior de dificuldade em suas trilhas, a planilha é mais elaborada, exigindo um maior grau de conhecimento da dupla participante. O uso de acessório é permitido como hodômetros originais, hodômetros aferíveis não integrados e GPS.

Podem participar pilotos e navegadores sem qualquer experiência ou que já tenham sido inscritos apenas em categorias como novatos, estreantes, amadores ou iniciantes. Também podem se inscrever competidores que já correram em categorias superiores, mas que não competem há pelo menos três anos.

Como na Expedition é permitido 2 acompanhantes (Zequinhas) que podem ter idade a partir de 10 anos e navegadores a partir de 16 anos (ambos com autorização dos pais).Para poder participar nesta categoria é obrigado o piloto e navegador estarem filiados a uma federação estadual de automobilismo e à CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).


A cada etapa os 5 primeiros colocados são premiados com troféus. No final da temporada, os três primeiros pilotos colocados receberão, troféus e uma premiação em dinheiro. Os valores são iguais tanto para o Campeonato Sudeste, como para o Campeonato Nordeste.Confira os valores:

1º colocado – R$ 4.000,00
2º colocado – R$ 2.500,00
3º colocado – R$ 1.500,00

GRADUADOS

Essa é a categoria para pilotos e navegadores mais experientes. Com roteiros mais complexos e médias de velocidade mais altas, a categoria Graduados é o desafio perfeito para os competidores que gostam de uma dose "extra" de emoção.

Com todo e qualquer instrumento de navegação permitido, a categoria aceita navegadores com idade a partir de 16 anos (com autorização dos pais).O nível de exigência nesta categoria aumenta em relação à Turismo. Se você meu amigo (a)leitor deseja correr nesta categoria é necessário ter estes pré-requisitos
É necessária experiência anterior em provas de rally deste nível, independente dos resultados obtidos.
É obrigatória a filiação do piloto e navegador a uma federação estadual de automobilismo e à CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).
Não podem participar zequinhas nesta categoria.


A cada etapa, os 5 primeiros lugares serão premiados com troféus.Como na categoria Turismo, os três primeiros colocados no certame, recebem trófeus e premiações em dinheiro.Observe que os valores em dinheiros são maiores. Confira:

1º colocado – R$ 6.000,00
2º colocado – R$ 4.000,00
3º colocado – R$ 2.500,00

MASTER

Esta categoria foi criada nesse ano (2010), e é a mais nova categoria da Copa Troller para pilotos e navegadores profissionais.

Só serão permitidas inscrições de participantes (piloto e navegador) que tenham tido classificação entre os 5 primeiros classificados da categoria Graduados da Copa Troller em qualquer ano de disputa (de 2003 a 2009).

Também deverão participar desta categoria os campeões e vice-campeões (piloto e navegador) que tenham participado de outros campeonatos de rally de regularidade oficias da CBA (incluindo Rally do Agreste, Rally dos Sertões e Copa Brasil) nos anos de 2007 a 2009.

Estarão promovidos a esta categoria, pilotos e navegadores que tenham participado de qualquer campeonato de rally de regularidade oficial da CBA / FAU’s nos últimos 2 anos em categorias superiores a graduados, denominadas, máster, supermaster e afins.

Os 20 primeiros classificados da Copa Troller 2010 terão vaga garantida na categoria Máster para o campeonato 2011 Os 05 (cinco) piores classificados pela média de pontos (pontuação obtida/numero de provas corridas), que tenham disputado pelo menos 2/3 das provas válidas da temporada serão rebaixados para a categoria Graduados em 2011.


Para participar é necessário atender alguns pré-requisitos, confira:

É necessária experiência anterior em provas de rally deste nível, independente dos resultados obtidos.
É obrigatória a filiação do piloto e navegador a uma federação estadual de automobilismo e à CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).
Não podem participar zequinhas nesta categoria.

Como nas categorias anteriores os 5 primeiros lugares serão premiados com troféus. No final do Campeonato, os três primeiros pilotos colocados receberão, troféus e prêmios em dinheiro.Observe que os valores dos prêmios são bem superiores à outras divisões. Confira:

1º colocado – R$ 10.000,00
2º colocado – R$ 6.500,00
3º colocado – R$ 3.500,00

A PREOCUPAÇÃO COM O MEIO AMBIENTE

Também preocupada com o impacto no meio ambiente, a Copa Troller aderiu à campanha da Carbono Neutro, que neutraliza a emissão de carbono com o plantio de árvores. As dez etapas da Copa Troller, Sudeste e Nordeste, têm suas emissões de CO2 neutralizadas com o plantio de árvores nativas da Mata Atlântica.
FIM.

"Agradeço a participação de todos vocês, que reservaram um "tiquinho" da sua agenda para dar uma passadinha por aqui. Espero que tenham gostado e conto com vocês em nosso próximo encontro".



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

HELIO CASTRONEVES 20 ANOS DE F-INDY

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - APÓS ALTA, BARRICHELLO TEM SURPRESA DOS FILHOS EM CASA

Campeão da Stock Car e duas vezes vice da F1 deixou o hospital depois de ter sofrido princípio de AVC no fim de janeiro


Rubens Barrichello deixou o hospital depois de ter sofrido um problema de saúde na última semana e se deparou com uma surpresa de seus filhos ao chegar em casa.


O piloto, duas vezes vice-campeão da F1 e dono do título de 2014 da Stock Car, foi internado no dia 27 de janeiro depois de sentir dores de cabeça em casa.


Fontes ouvidas pelo Motorsport.com Brasil contaram que Barrichello teve um princípio de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e chegou a passar pela UTI (Unidade de Terapia Intensiva).



Rubinho recebeu alta na última quarta-feira (7) e teve uma mensagem de boas-vindas da família em casa.


“Bem-vindo de volta, papai. Esta mensagem estava na garagem. Chorei muito abraçado a eles, na certeza de que nosso medo só nos aproximou, só fortaleceu. Amo muito vocês”, escreveu o piloto, de 45 anos.


Seu pai, Rubão, também se manifestou no Instagram. “Graças a Deus e a todas as orações de vocês, queridos amigos, nosso campeão voltou para casa. Ainda tem uns dias de recuperação, mas está ótimo. Obrigado a todos. Te amo, filho”, postou.


Fonte de pesquisa e reprodução: motorsport.com


POLÊMICA DA SEMANA - PROVAS PIRATAS PREOCUPAM PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO PARANANENSE DE AUTOMOBILISMO

Presidente da FPrA publica resolução para esclarecer as necessidades legais para a realização de um evento


As provas piratas são motivos de preocupação para Rubens Gatti, presidente da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Provas piratas são competições realizadas sem autorização da entidade, portanto, sem normas técnicas. Tais regras têm a finalidade de garantir as normas desportivas, técnicas e de segurança ao público e a terceiros.


No ano passado, provas não oficiais trouxeram grandes transtornos à FPrA. Pilotos que participaram de competições piratas e que tiveram algum tipo de descontentamento fizeram reclamações direto à Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), gerando uma situação delicada entre as duas entidades, e obrigando a FPrA a fazer esclarecimentos à CBA.


Gatti explica que um alvará só é expedido pela FPrA quando o promotor do evento cumpre com todos os encargos exigidos. Ele deve ser solicitado 30 dias antes da data prevista para o evento. Os técnicos da entidade estabelecem as condições de segurança, sempre buscando preservar a integridade física de participantes, do público e de terceiros. Estas exigências vão desde o equipamento do participantes a normas de evacuação do local caso venha a ocorrer algum imprevisto.


“Em um evento automobilístico, há diversos itens que começam a ser analisados muito tempo antes da data prevista: condições da praça esportiva, capacidade de público, como as pessoas vão chegar ao local e retornar a seus lares... Em caso de um acidente, quais condições e como será feito o atendimento, quantos profissionais estarão à disposição, quais as condições dos equipamentos? Em caso atendimento médico mais aprimorado, como será feito este atendimento e de que forma a ambulância deixará o local? Para os participantes, as análises vão das normais desportivas (regulamentos) às condições do equipamento, se as condições da prova desportiva oferecem a segurança necessária”, acentua Gatti.


Fonte de pesquisa e reprodução: CBA

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 26 - ENTREVISTA COM FELIPE MASSA, NA "MURETA COM RUBITO"

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP INGLATERRA 2005

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

O CORREDOR FANTASMA

CARINHA DO BLOG 2018 (FELIZ)

CARINHA DO BLOG 2018 (FELIZ)
Valeu Pietro!

Atual campeão da World Series Pietro Fittipaldi,18 anos, neto do bicampeão F-1 e Campeão F-Indy, Emerson Fittipaldi, testou pela primeira vez nas ruas de Marrakesh, no Marrocos, com o carro da Formula E da equipe Panasonic Jaguar Racing. A etapa de Marrakesh contou como a terceira prova da temporada 2017/2018. Pietro ao final dos testes obteve a 2ª colocação.





"O treino foi muito bom, terminando em segundo lugar e podendo ajudar a equipe Panasonic Jaguar Racing a trabalhar no ajuste do carro ao longo do dia. O Nelsinho Piquet (titular do carro) é um grande amigo e me ajudou a melhorar a cada saída e fiquei bastante contente com o resultado, aproveitando bem esta ótima oportunidade. A equipe ficou feliz comigo e com o Paul (di Resta, que também esteve testando com o time) e tivemos um dia bem produtivo”, diz Fittipaldi, que deu 60 voltas no teste.