sábado, 17 de outubro de 2009

RUBENS BARRICHELLO DO BRASIL...SIL..SIL...SIL...

Apaixonado por F-1 - O seu blog da velocidade informa: Rubens Barrichello Campeão Mundial de Fórmula 1, 2009.

Estou torcendo muito para que essas minhas palavras se concretizem após a última etapa do calendário em Abu Dabhi. O GP Brasil está prometendo fortes emoções amanhã (18). Rubinho mostrou que pode e tem condições de superar seu companheiro de equipe o Jenson Button, pelo menos durante a prova. Alguns pilotos se destacam em pista molhada e um deles é brasileiro e se chama: Rubens Barrichello.

A torcida está embalando Barrica nessa enorme luta para levar a decisão para última etapa.E hoje o treino oficial para definição do grid deu uma amostra do que esperar para a prova. Rubens marcou a pole position, a sua décima quarta na categoria. Seu rival e companheiro de equipe( Button), largará apenas na 14º colocação e Vettel que é uma ameaça matemática ao Rubinho e por que não ao Button, largará do 15º posto. O que estou percebendo é que por passar muito tempo em uma categoria difícil e super assediada como é a F-1, o piloto costuma ser rotulado e é o que acontece com o nosso Barrica. Da sua estreia em 1993, pela Jordan até 1999, com a Stewart, foi esperado que ele trouxesse de volta as alegrias dominicais fincadas por outros brasileiros (Emerson, Piquet e Senna) que somando números de títulos é igual a 8. E se somarmos números de vitórias vão para 78.




Com a morte do Senna (94) toda a pressão e esperança ficou sobre o Rubinho, que estava apenas em sua segunda temporada. A equipe Jordan e a Stewart não eram carros que lhe permitissem lutar por título e muito menos por vitórias. O piloto brasileiro fazia promessas, em programas de TV, rádio, jornais e revistas. Quando ia bem e conseguia bons resultados, OK!, mas quando quebrava...hum... aí meu irmão, a coisa ficava feia, era uma chuvarada de críticas, chacotas e jargões: " pé-de-chinelo", "ruinzinho-d0-brazil", "burrinho", outras que eu ouvia muito:"seu piloto não é de nada", "que carniça", entre outras. Foi um tempo difícil.

Vou fazer uma confissão: vocês sabiam que "eu" já fui fã apaixonado por Rubens? Meus amigos mais próximos sabem disso, principalmente, Faez, que me acompanha sempre neste Blog. Não costumo falar disto, pois, não quero ser um influenciador desse ou daquele piloto. Em breve publicarei uma cópia de uma carta que enviei ao fã clube do Barrichello em 1999! Mas que até hoje (risos) acreditem, não obtive resposta!!!





Na Ferrari dispenso comentários, pois, na época até o Schumacher dizia que o Barrica só fazia chorar. Bom o tempo passou e sua imagem ficou muito desgastada pelo público brasileiro e no final da temporada 2008 pilotando uma "carroça" chamada Honda, sua aposentadoria estava praticamnte selada. Para ocupar uma vaga em 2009, teve que dividir espaço com Bruno Senna e Lucas de Grassi, futuras promessas no circo da F-1, aí veio a tal de "crise mundial" e a Honda decretou falência.



Surgiu então a Brawn (que comprou a Honda) e manteve a dupla de pilotos de 2008. Depois de um ínicio arrasador, a bola da vez se chamava Jenson Button, que obteve 6 vitórias nas sete primeiras etapas. Barrica então começou uma reação e chegou aonde está: na briga do título. Restando apenas duas provas, Brasil e Abu Dhabi será necessário que nosso herói desconte uma vantagem de 14 pontos. Vamos continuar "secando" o Button, para não pontuar e torcer para que Rubens vença. Ficando apenas "quatro pontinhos" na última etapa.

Só espero que a mesma torcida que está colocando Rubinho lá "em cima" no tão sonhado título, seja a mesma para apoiá-lo, caso não o consiga.


Confira como ficou o grid de largada para a prova de domingo:

1º) Rubens Barrichello (Brawn GP) 1:19.576
2º) Mark Webber (Red Bull) 1:19.668
3º) Adrian Sutil (Force India) 1:19.912
4º) Jarno Trulli (Toyota) 1:20.097
5º) Kimi Raikkonen (Ferrari) 1:20.168
6º) Sebastien Buemi (Toro Rosso) 1:20.250
7º ) Nico Rosberg (Williams) 1:20.326
8º ) Robert Kubica (BMW-Sauber) 1:20.631
9º) Kazuki Nakajima (Williams) 1:20.674
10º) Fernando Alonso (Renault) 1:21.422
11º) Kamui Kobayashi (Toyota) 1:21.960
12º) Jaime Alguersuari (Toro Rosso) 1:22.231
13º) Romain Grosjean. (Renault) 1:22.47
14º) Jenson Button (Brawn GP) 1:22.504
15º) Vitantonio Liuzzi (Force India) 1:24.645
16º) Sebastian Vettel – (Red Bull) 1:25.009
17º) Heikki Kovalainen – (McLaren) 1:25.052
18º) Lewis Hamilton - (McLaren) 1:25.192
19º) Nick Heidfled – (BMW-Sauber) 1:25.515
20º) Giancarlo Fisichella – (Ferrari) 1:40.703





Uma dica muito legal: a Rede Band News FM é a rádio oficial do GP Brasil. Amanhã(18) a partir das 07:00 h. (Brasília) toda a sua equipe estará de prontidão e trazendo tudo que acontece na prova e nos bastidores de Interlagos. Em Salvador e região metropolitana sintonize 99,1 FM.

As transmissões na Globo começam oficialmente às 13:00 h. (Brasília). Lembrando que a largada será às 14:00 h.


ACELERA RUBINHO !!!!!!!!!!

Um comentário:

  1. Ninguém fica tanto tempo na F-1 nem corre pela Ferrari (e breve Williams) sem capacidade, como sempre os críticos são aqueles que não acompanham as corridas. Um tempo atrás me disseram: "O cara nunca ganhou uma corrida, é muito ruim". E eu disse: "Você deveria assistir F1 antes de criticar, ele já ganhou várias".
    O problema foi o vazio deixado por Senna, qualquer piloto brasileiro que viesse após sofreria a mesma pressão.
    Ele não perdeu o título hoje, e sim durante a temporada com erros da equipe, e sem dúvida Button foi mais constante durante o ano, sem falar que é lógico que uma equipe britânica iria favorecer seu piloto natal.
    Foi um grande treino, tirando tudo de um carro que já não é o melhor desde o meio do ano.
    Com as mudanças do regulamento pra 2010 a Williams pode voltar a se destacar e oferecer a Rubens novas chances de vitória.
    Ele não merece críticas pessoais, é um grande piloto e uma grande pessoa, ao contrário de muitos outros arrogantes dentro e fora da F1.
    É isso aí meu amigo e vamos acompanhar o ano que vem.

    Abraço,
    Faez.

    ResponderExcluir

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ULTIMAS VOLTAS GP BRASIL 2006

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - HAMILTON CELEBRA TETRACAMPEONATO: "NÃO PARECE REAL"

Lewis Hamilton não precisava de um grande resultado para conquistar o quarto título mundial de Fórmula 1 de sua carreira. Porém, o inglês, que precisava apenas de um quinto lugar para definir o título, viu o Grande Prêmio do México, disputado neste domingo (29) virar um drama após ter um pneu furado e cair para a última posição. Sebastian Vettel, porém, não conseguiu brigar pela vitória, e o piloto da Mercedes conquistou o título com o nono lugar.


Fonte de pesquisa e reprodução: Racingonline


POLÊMICA DA SEMANA - COM CRESCENTE DE RED BULL E MCLAREN, FERRARI CAMINHA PARA "CRISE"

A Ferrari está “caminhando para uma crise” que tradicionalmente é “difícil de sair”.


Essa é a visão do ex-engenheiro da Ferrari, Toni Cuquerella, ao avaliar o recente fracasso de Sebastian Vettel em desafiar o título de 2017.


“A Ferrari foi muito mais competitiva do que nos anos anteriores”, escreveu o ‘El Paris’. “A Ferrari teve um carro melhor do que Mercedes em cinco dos 18 Grandes Prêmios”, acrescentou Cuquerella.


“Foi um bom ano e eles deveriam estar felizes. Mas, como sempre, na Ferrari, duas corridas com resultados ruins significam o início de uma crise.


“E a Mercedes soube se aproveitar muito bem disso”, disse ele.


Cuquerella acredita que o desafio da Ferrari agora é “escapar da crise” por trás disso e sair com um pacote forte desde o começo de 2018.


No entanto, “a Ferrari luta para sair de suas crises”, disse o espanhol. “Enquanto isso, outros como Red Bull e McLaren podem chegar a esse nível no próximo ano.


“Este ano, a equipe mais rápida e o piloto mais rápido ganharam, mas a tendência indica que esse domínio não necessariamente continuará.


“O próximo título pode ser conquistado por uma equipe que não obrigatoriamente tenha o melhor carro”, finalizou.


Fonte de pesquisa e reprodução: f1mania.com.br

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 25 - FABRICAÇÃO DE UM F-1

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP MALÁSIA 2004

O nosso quadro GP Completo, edição nº 7 traz o GP da Malásia de 2004 (segunda prova da temporada), já que estamos em um final de semana de corrida de F-1 (GP Malásia) e não por acaso, que escolhi a Malásia para esta edição.Um grid cheio com bastante carros e pilotos, interessante dizer que em 2004 tínhamos três pilotos brasileiros : Barrichello (Ferrari), Cristiano da Matta (Toyota), Felipe Massa (Sauber).

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

ECURRALADO

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

O número 13 parece não dá sorte mesmo, pois bem, foi o que aconteceu com o Oreca nº 13 da Rebellion Racing, pilotado por Nelsinho Piquet, Mathias Beche e David Heinemeier-Hansson, eles tinham conquistado o segundo lugar da classe LMP2 e o terceiro posto geral.


Mas a equipe teve que fazer um reparo no motor de arranque e por isso abriram um buraco no carro ao qual danificou uma das homologações, ferindo assim o regulamento. E daí a punição. lamentável!!!

DEDICATÓRIAS

DEDICATÓRIAS
Poster autografado (por Nelson Piquet) para o blogueiro Claudio Heliano

'

'
Poster autografado (por Nigel Mansell) par ao blogueiro Claudio Heliano

'

'
Autografada por Luiz Razia