segunda-feira, 10 de agosto de 2009

SALVADOR 30º GRAUS

OXALÁ MEU REI!

Ínicio assim mais uma edição de "nosso " encontro automobilístico em homenagem ao público baiano que lotou as arquibancadas do Circuito de Rua Salvador onde foi disputada a 6º etapa de um total de doze. E como bom baiano que sou, e , muito apaixonado por velocidade, fui conferir de pertinho o que os carros da Stock Car tem. Para ínicio de conversa as duas marcas que disputam o campeonato, Chevrolet e Peugeot ,dispoem de modelos ( Chevrolet Vectra e Peugot 307 ) que leva ao público associar o modelo de rua ao de competição.Segundo - O grid é bem cheio ,com 30 carros e 15 equipes, o bom disso é saber que teremos disputas do ínicio ao fim. E em terceiro para finalizar, temos carros bastantes coloridos que acabam atraindo a atenção, como também pilotos conhecidos no cenário nacional e internacional com passagens em várias categorias dentro e fora do país.

A prova foi recheada de emoções,Tiago Camillo da equipe Ypiranga Vogel Motorsport, entrou para a história ao conquistar a pole position do primeiro circuito de rua da categoria. Mas sua sorte não foi muito longe, já que seu motor o deixou na mão na 13º volta, tendo que ir caminhando a pé em direção aos boxes. Problemas também com o atual campeão da categoria o Ricardo Maurício da equipe Eurofarma que tendo problemas com seus freios , se viu obrigado a abandonar a competição.

Os ares de Salvador fizeram um bem tremendo ao piloto carioca Cacá Bueno da RBR (Red Bull Racing) , pois além de vencer a prova, mantém-se na liderança do campeonato com 91 pontos e numa data tão especial como o dia dos pais, falando nisso, um enorme beijo ao meu pai (Adilson), assim que saiu do carro recebeu um caloroso abraço do paizão Galvão Bueno narrador esportivo da rede Globo. Muito feliz após a conquista Cacá declarou " Como é bom ganhar em Salvador! Essa vitória começou com uma bela posição no grid, em terceiro, o que seria fundamental numa pista tão apertada. Eu sabia que o Thiago Camilo e o Ricardo Maurício eram muito rápidos, por isso, após a largada, em nenhum momento pensei em persegui-los – a ideia era economizar freios e pneus desde o início. Consegui fazer um ritmo bastante conservador nas voltas iniciais, forçando só antes da minha parada no box para tentar abrir uma diferença em relação aos pilotos que vinham atrás". No finalzinho o Marco Gomes carro nº 80 da equipe Dolly- Action Power tentou lhe tomar a posição "A quebra do Thiago facilitou a nossa vida, e o Ricardinho acabou tendo um problema nos freios justamente numa parte suja da pista, e bateu no muro. Daí em diante era uma questão de administrar. O Marquinhos deu um pouco de trabalho no final, mas sabia que seria muito difícil ele me passar aqui. Foi uma semana muito prazerosa e uma corrida muito suada, literalmente, mas com um sabor todo especial. Para mim, foi uma vitória inesquecível".

Safety Car ( devido ao acidente com o William Starostik carro nº 31) na volta 6 e bandeiras amarelas realçaram o colorido do circuito baiano e a cada rasgada de motor com seus 480 cv , o público de 47 mil pessoas (o novo recorde na categoria) ia ao delírio, ninguém queria perder nenhum momento.Foi um festival de câmeras e celulares que cumpriram bem o seu papel, registrar todos os momentos do evento.


Os pilotos aprovaram a iniciativa dos organizadores em ter circuitos de rua no calendário, confiram alguns depoimentos:


Luciano Burti ,carro nº 14 " A pista ficou muito boa, segura, e há que se elogiar o Governo da Bahia e a Prefeitura de Salvador pelo trabalho realizado, e também a organizadora Vicar pela ousadia de promover uma etapa da Stock em um circuito de rua. Foi de fato o primeiro passo para a evolução da categoria em circuitos deste tipo. Foi um evento fantástico”. Burti largou da sétima colocação e finalizou a prova em quarto lugar.Adquirindo assim a sua melhor colocação na temporada.


Xandinho Negrão, carro nº 99 " Salvador provou que as corridas de rua são o caminho para a expansão das fronteiras da Stock Car e da falta de autódromos em condições de receber o evento no Brasil. Claro que seriam em número limitado, mas a inclusão de mais uma ou duas cidades é uma tentativa viável. Acho que essa é uma tendência que será seguida daqui para frente” .Visivilmente cansado e suado devido a alta temperatura que chega no interior do carro a 50º graus ele resalta " Circuitos de rua são assim mesmo, difíceis de ultrapassar, mas acho que tudo correu bem. Os acidentes foram normais e a chicane cumpriu seu objetivo. Os probleminhas na montagem podem ser considerados normais para um primeiro ano. Com a experiência adquirida, tenho certeza que a próxima corrida aqui será ainda melhor". Xandinho largou da 10º colocação e terminou num bom quinto posto.

Confiram aqui como terminou o GP Bahia.

1 - Cacá Bueno (RJ/RBR-WA Mattheis/Peugeot 307) - 36 voltas em 50m11s337
2 - Marcos Gomes (SP/Action Power/Chevrolet Vectra) - a 0s477
3 - Ricardo Sperafico (PR/RZ/Peugeot 307) - a 1s245
4 - Luciano Burti (SP/Boettger/Chevrolet Vectra) - a 1s673
5 - Xandinho Negrão (SP/A.Mattheis/Chevrolet Vectra) - a 2s556
6 - Antonio Jorge Neto (SP/RC3 Bassani/Peugeot 307) - a 3s343
7 - Valdeno Brito (PB/RCM/Peugeot 307) - a 3s995
8 - Alceu Feldmann (PR/Boettger/Chevrolet Vectra) - a 4s826
9 - Felipe Maluhy (SP/Avallone/Peugeot 307) - a 5s542
10 - Norberto Gresse (SP/Hot Car/Chevrolet Vectra) - a 5s924
11 - Chico Serra (SP/Avallone/Peugeot 307) - a 6s567
12 - Duda Pamplona (RJ/Pamplona's/Chevrolet Vectra) - a 7s494
13 - Allam Khodair (SP/Full Time/Peugeot 307) - a 9s638
14 - Max Wilson (SP/RC/Chevrolet Vectra) - a 10s120
15 - Giuliano Losacco (SP/JF/Peugeot 307) - a 10s658
16 - Daniel Serra (SP/RBR-WA Mattheis/Peugeot 307) - a 11s511
17 - Rodrigo Sperafico (PR/RZ/Peugeot 307) - a 14s617
18 - Claudio Capparelli (RJ/Amir Nasr/Peugeot 307) - a 15s447
19 - Thiago Marques (PR/JF/Peugeot 307) - a 17s168


Quero dedicar este espaço aqui e agradeçer as pessoas que me ajudaram e me incentivaram a ir ao GP Bahia: Ivana e Carla da loja Compasso, Tiago Brandão, Leandro Lima, Alexandre, Helbert "KaKa".Agradeço também à turma da Arquibancada R5(Fernando e Hugo, pai e filho, ao brother de boné branco e seu amigo que estava ao lado, entre outros).

Um forte abraço aos papais e até a próxima!

5 comentários:

  1. Fala chefe, mandei uma foto de um carro da Stock pro seu celular, confirme se chegou.
    Vlw.
    Faez.

    ResponderExcluir
  2. OI claudinho!adorei o seu último texto "salvador 30° graus"
    meu amigo realmente você tem talento para dissertar os acontecimentos do mundo da velocidade,diferentemente de alguns que escrevem como máquinas, sinto nas suas palavras um tom de amor pelo que faz.
    eu é quem agradeço a você, por nos proporcionar a oportunidade da sua convivência.
    beijos e boa sorte!!!

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado ao meu grande amigo Faez pelo apoio.Agradeço também a minha fã anônima pelos elogios e o que tenho a dizer é, que quando escrevo realmente é com muito amor e prazer. Amor e paixão andam lado a lado, nesse esporte que adotei em minha vida.
    Um fortissímo abraço.
    CLAUDIO HELIANO

    ResponderExcluir
  4. Peixe,como muito sol e o calor humano dos baianos,não podia ser melhor,que venha 2010.

    ResponderExcluir
  5. Aí Jonatas vc é demais!
    Com certeza em 2010 teremos mais uma prova super gostosa e trabalharemos em cima de algumas falhas que ocorreram no decorrer da competição.
    Salvador Bahia Brasil!!!
    Valeu Demais
    CLAUDIO HELIANO

    ResponderExcluir

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ULTIMAS VOLTAS GP BRASIL 2006

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - INCÊNDIO NA CALIFÓRNIA AMEAÇA AUTÓDROMO DE SONOMA, MAS PRESIDENTE GARANTE QUE..

Um incêndio na região de Santa Rosa, na Califórnia, chegou nos arredores do circuito de Sonoma. O presidente da pista, no entanto, garante que não há risco de danos na estrutura do palco das decisões da Indy.


A pista de Sonoma amanheceu ameaçada por um incêndio florestal que vem se alastrando pela região. Com foco nas proximidades da cidade californiana de Santa Rosa - aproximadamente 50 km distante do circuito -, o incêndio chegou até os arredores da pista, invadindo o terreno do palco da decisão das temporadas da Indy.


Apesar disso, o presidente do circuito garante que não há risco de danos nas estruturas e afirmou que as equipes da pista estão trabalhando ao lado das autoridades públicas para o controle das chamas.


Fonte de pesquisa e reprodução: grandepremio.uol.com.br

POLÊMICA DA SEMANA - NÃO FAZ O MENOR SENTIDO FELIPE MASSA FORA DA WILLIAMS EM 2018

Uma hipotética saída de Felipe Massa da Williams significa jogar por terra o programa de desenvolvimento iniciado em 2017.


Por: Américo Teixeira Junior


Caso a lógica impere, qualquer discussão sobre o teammate de Lance Stroll em 2018 é inócua, pois não faz o menos sentido remover Felipe Massa da posição. Salvo uma imposição contundente do poder econômico, a evolução da Williams e do piloto canadense passam necessariamente pelas mãos do brasileiro vice-campeão mundial.


O fato de a equipe ter se reestruturado e investido em pessoal qualificado, revela estar em franco desenvolvimento um projeto para a equipe fundada por Frank Williams voltar a figurar entre as protagonistas da Fórmula 1, mesmo estando vulnerável à necessidade de recursos.


A presença de Stroll reflete essa vulnerabilidade, mas nem por isso deixou de ser uma aposta no futuro, pois é visível a evolução do piloto, que inegavelmente se destacou nas categorias de base. Sim, pois há um limite para o poder do dinheiro no automobilismo. Vagas, compram-se, mas moeda alguma se converte em qualidade e resultados.


Felipe Massa faz parte dessa engrenagem dentro das pistas, mas principalmente fora delas. Referência técnica e desportiva, é indispensável uma bagagem como a dele na hora de discutir procedimentos e soluções. Já Stroll está incapacitado de fazê-lo por estar ainda, por assim dizer, tentando descobrir para que lado vira a coisa.


É fato que o pai do canadense é sócio da Williams, dono de uma quantidade não revelada de ações. Estima-se que teria comprado 30% das ações pertencentes a Frank Williams. Independentemente de esse número ser correto, a verdade é que sua palavra tem peso, sendo lícito supor que advogue pela manutenção de um formato que tende a evoluir se a Williams for capaz de entregar um carro promissor em 2018.


Não se pode desconsiderar que os “Irma” da vida também sacodem a Fórmula 1 de tempos em tempos, mas em tempos de, quando muito, “tempestades tropicais”, Felipe Massa fica onde está.


Fonte de pesquisa e reprodução: diariomotorsport

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 25 - FABRICAÇÃO DE UM F-1

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP MALÁSIA 2004

O nosso quadro GP Completo, edição nº 7 traz o GP da Malásia de 2004 (segunda prova da temporada), já que estamos em um final de semana de corrida de F-1 (GP Malásia) e não por acaso, que escolhi a Malásia para esta edição.Um grid cheio com bastante carros e pilotos, interessante dizer que em 2004 tínhamos três pilotos brasileiros : Barrichello (Ferrari), Cristiano da Matta (Toyota), Felipe Massa (Sauber).

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

ECURRALADO

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

CARINHA DO BLOG (TRISTE)

O número 13 parece não dá sorte mesmo, pois bem, foi o que aconteceu com o Oreca nº 13 da Rebellion Racing, pilotado por Nelsinho Piquet, Mathias Beche e David Heinemeier-Hansson, eles tinham conquistado o segundo lugar da classe LMP2 e o terceiro posto geral.


Mas a equipe teve que fazer um reparo no motor de arranque e por isso abriram um buraco no carro ao qual danificou uma das homologações, ferindo assim o regulamento. E daí a punição. lamentável!!!

DEDICATÓRIAS

DEDICATÓRIAS
Poster autografado (por Nelson Piquet) para o blogueiro Claudio Heliano

'

'
Poster autografado (por Nigel Mansell) par ao blogueiro Claudio Heliano

'

'
Autografada por Luiz Razia