quinta-feira, 18 de dezembro de 2008

REFLEXÕES AUTOMOBILÍSTICAS 2008




Olá turma da velocidade! Tudo na paz?

É galerinha mais um final de ano chegando, é hora de fazermos uma reflexão em nossas vidas. As nossas realizações, do que conquistamos, do que aprendemos, do que ensinamos, do bem que proporcionamos ao próximo e também onde erramos. E o que iremos fazer para que no ano que vem não cometamos os erros deste ano. É necessário ser sincero conosco mesmos em nossas avaliações para assim tirar um bom proveito no caminhar de nossas vidas.



O encerramento da temporada de F-1 foi realmente emocionante, termos de volta um brasileiro com chances verdadeiras de trazer para nós um tão sonhado título mundial já valeu demais. A vitória de Massa em nossa casa foi de arrepiar, seu choro incontido flagrado pelo big bhother (câmaras) da globo, a sua batida no peito dizendo: “é para vocês” junto com o cenário de chuva e sol ao mesmo tempo foi digno de produção dos melhores filmes, algo muito tocante.



Tivemos a conquista do título mundial pelo jovem inglês Lewis Hamilton de apenas 23 anos de idade que em tão pouco tempo de f-1(dois anos) surpreendeu a todos com sua velocidade, garra e carisma. Aqui no Brasil ele foi comparado em termos físicos com o jogador de futebol Robinho, seu choro no colo do pai desabando assim toda a pressão que teve que suportar, lembrando de onde tudo começou, dos três empregos que Seu Antony teve que dar conta para poder dar continuidade a carreira do filho. Enfim o título foi merecedor. A disputa psicológica na casa do adversário e tendo que se esconder das câmeras, evitando dar entrevistas desnecessárias que poderiam tirar sua concentração deram certo. Parabéns campeão!



Tivemos a despedida do escocês David Coulthard de 37 anos já encerrando uma carreira na categoria que se iniciou em 1994 pilotando uma Williams modelo FW16 a sua despedida não poderia ser pior, logo na largada na primeira curva de Interlagos sua RBR é tocada justamente pela equipe que começou a carreira uma Williams. O autor do atropelo se chama Nico Rosberg filho do então campeão de 1982 pilotando nada mais nada menos do que a Williams modelo FW07- interessante não acham?! Coulthard foi vice em 2001 quando corria pela McLaren, obteve 13 vitórias, 12 poles positions e uma soma de pontos que chega ao total de 535 pontos onde teve a participação em 247 GPS. Subiu ao pódio em 62 oportunidades.

A equipe Toyota deixou suas marcas neste encerramento ao ser aclamada como heroína ao largar na segunda posição do grid, pois assim era mais uma posição que dificultaria, a conquista do Hamilton pois o inglês teria que chegar em sexto e Massa vencer blá...blá...blá...E saiu como vilã já que a Toyota do Glock estava na quinta posição o que favorecia o título ao Massa. Quando restavam apenas 700 metros para o encerramento todos comemorava o título para o brasileiro, veio a surpresa: Hamilton superou o alemão na última curva, que terminou em sexto e o inglês em quinto dando assim como todos já sabem, a condição de campeão ao piloto da McLaren fechando o campeonato com 98 a 97pts.


Fico triste por Barrichello pois até o momento do fechamento desta edição não sabemos se ele continuará ou não na categoria no ano que vem ainda mais com o encerramento das atividades da Honda na F-1.Será que aparecerá algum comprador? Basta apenas dispor de alguns bilhões de dólares para adquirir toda a estrutura da equipe.Simples não(risos).


Na Stock Car o campeão deste ano foi o paulistano Ricardo Maurício de 27 anos. Na última etapa em Interlagos a prova foi recheada de emoções ( do jeitinho que a gente gosta) muitas rodadas, toques, batidas até pequeno incêndio houve, achei um pouco demorado as ações dos fiscais em apagar o fogo do carro do Noberto Gressy o Betinho, ainda bem que o piloto saiu rapidamente do carro.Ingo Hoffman da adeus a categoria e se aposenta aos 55 anos de idade e 30 de Stock, mas com garra e fome de um garoto de 20 anos.



O alemão- como é conhecido- estreou na categoria em 1979- gente eu tinha apenas dois anos de idade!- correndo com o modelo Opala da marca Chevrolet (que iniciou sua fabricação em nosso país em 1968) e obteve seu primeiro título de campeão de um total de doze na carreira em 1980. Houve também uma discreta participação no projeto nacionalista da F-1 à equipe Coopersucar-Fittipaldi onde o mesmo competiu seis provas nos anos de 76 e 77. Encerrando assim uma carreira vitoriosa, pilotando um Mitsubshi Lancer da equipe AMG obtendo 72 pontos, ocupando o 11º na tabela do campeonato e finalizando com um belo terceiro lugar na 12º e última etapa deste ano.


No desafio internacional das estrelas que ocorreu em Santa Catarina promovido pelo piloto brasileiro de f-1 Felipe Massa teve boa presença de público (12 mil pessoas) que puderam ver de pertinho pilotos de várias categorias em nível nacional e internacional. A grande expectativa era ver o heptacampeão mundial de F-1 Michael Schumacher vencedor da disputa em 2007 e impedir que se fizesse o mesmo este ano.


A competição foi dividida em duas baterias: a primeira foi vencida por Barrichello, seguido de Lucas Di Grassi (atual piloto de teste da Renault) e Tiago Camilo da Stock Car. Na segunda bateria Felipe Massa foi o vencedor, seguido de Fellipe Giafonne (Stock Car) e Di Grassi. Na somatória Barrichello foi o campeão com 36 pontos, seguido de Di Grassi 35 e Massa 31. Para quem torcia pelo Schumacher na primeira bateria o alemão no finalzinho rodou e prejudicou seu kart, mesmo assim chegou em quarto lugar e na segunda não completou a bateria por problemas em seu carro. A organização do evento em solidariedade as vitimas da enchente doaram a importância de R$ 50 mil ao governo do estado.



Este ano tivemos uma grande perda para o automobilismo internacional como para o cinema. O ator Paul Newman - apareceu em mais de 60 filmes - e dono de equipe no automobilismo Norte americano morreu aos 83 anos vitima de câncer no pulmão.



Curiosidades do mundo automobilístico


Nigel Mansell campeão de F-1 em 1992 (Williams) aos 41 anos de idade e campeão da F-Indy em 1993 (Newman-Hass) aos 42anos, obteve sua última vitória na F-1 em 1994 pilotando uma Williams no GP da Austrália.



Até a próxima!


Um comentário:

  1. Boa tarde!

    Tenho um blog - O Buraco - blig.com.br/oburaco e gostaria de ver com você a possibilidade de fazermos troca de links, entre o meu blog e o seu.

    Abraços!

    Meu email/msn é julioppr@hotmail.com

    ResponderExcluir

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

HELIO CASTRONEVES 20 ANOS DE F-INDY

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - APÓS ALTA, BARRICHELLO TEM SURPRESA DOS FILHOS EM CASA

Campeão da Stock Car e duas vezes vice da F1 deixou o hospital depois de ter sofrido princípio de AVC no fim de janeiro


Rubens Barrichello deixou o hospital depois de ter sofrido um problema de saúde na última semana e se deparou com uma surpresa de seus filhos ao chegar em casa.


O piloto, duas vezes vice-campeão da F1 e dono do título de 2014 da Stock Car, foi internado no dia 27 de janeiro depois de sentir dores de cabeça em casa.


Fontes ouvidas pelo Motorsport.com Brasil contaram que Barrichello teve um princípio de AVC (Acidente Vascular Cerebral) e chegou a passar pela UTI (Unidade de Terapia Intensiva).



Rubinho recebeu alta na última quarta-feira (7) e teve uma mensagem de boas-vindas da família em casa.


“Bem-vindo de volta, papai. Esta mensagem estava na garagem. Chorei muito abraçado a eles, na certeza de que nosso medo só nos aproximou, só fortaleceu. Amo muito vocês”, escreveu o piloto, de 45 anos.


Seu pai, Rubão, também se manifestou no Instagram. “Graças a Deus e a todas as orações de vocês, queridos amigos, nosso campeão voltou para casa. Ainda tem uns dias de recuperação, mas está ótimo. Obrigado a todos. Te amo, filho”, postou.


Fonte de pesquisa e reprodução: motorsport.com


POLÊMICA DA SEMANA - PROVAS PIRATAS PREOCUPAM PRESIDENTE DA FEDERAÇÃO PARANANENSE DE AUTOMOBILISMO

Presidente da FPrA publica resolução para esclarecer as necessidades legais para a realização de um evento


As provas piratas são motivos de preocupação para Rubens Gatti, presidente da Federação Paranaense de Automobilismo (FPrA). Provas piratas são competições realizadas sem autorização da entidade, portanto, sem normas técnicas. Tais regras têm a finalidade de garantir as normas desportivas, técnicas e de segurança ao público e a terceiros.


No ano passado, provas não oficiais trouxeram grandes transtornos à FPrA. Pilotos que participaram de competições piratas e que tiveram algum tipo de descontentamento fizeram reclamações direto à Confederação Brasileira de Automobilismo (CBA), gerando uma situação delicada entre as duas entidades, e obrigando a FPrA a fazer esclarecimentos à CBA.


Gatti explica que um alvará só é expedido pela FPrA quando o promotor do evento cumpre com todos os encargos exigidos. Ele deve ser solicitado 30 dias antes da data prevista para o evento. Os técnicos da entidade estabelecem as condições de segurança, sempre buscando preservar a integridade física de participantes, do público e de terceiros. Estas exigências vão desde o equipamento do participantes a normas de evacuação do local caso venha a ocorrer algum imprevisto.


“Em um evento automobilístico, há diversos itens que começam a ser analisados muito tempo antes da data prevista: condições da praça esportiva, capacidade de público, como as pessoas vão chegar ao local e retornar a seus lares... Em caso de um acidente, quais condições e como será feito o atendimento, quantos profissionais estarão à disposição, quais as condições dos equipamentos? Em caso atendimento médico mais aprimorado, como será feito este atendimento e de que forma a ambulância deixará o local? Para os participantes, as análises vão das normais desportivas (regulamentos) às condições do equipamento, se as condições da prova desportiva oferecem a segurança necessária”, acentua Gatti.


Fonte de pesquisa e reprodução: CBA

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 26 - ENTREVISTA COM FELIPE MASSA, NA "MURETA COM RUBITO"

GP COMPLETO

GP COMPLETO

GP INGLATERRA 2005

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

O CORREDOR FANTASMA

CARINHA DO BLOG 2018 (FELIZ)

CARINHA DO BLOG 2018 (FELIZ)
Valeu Pietro!

Atual campeão da World Series Pietro Fittipaldi,18 anos, neto do bicampeão F-1 e Campeão F-Indy, Emerson Fittipaldi, testou pela primeira vez nas ruas de Marrakesh, no Marrocos, com o carro da Formula E da equipe Panasonic Jaguar Racing. A etapa de Marrakesh contou como a terceira prova da temporada 2017/2018. Pietro ao final dos testes obteve a 2ª colocação.





"O treino foi muito bom, terminando em segundo lugar e podendo ajudar a equipe Panasonic Jaguar Racing a trabalhar no ajuste do carro ao longo do dia. O Nelsinho Piquet (titular do carro) é um grande amigo e me ajudou a melhorar a cada saída e fiquei bastante contente com o resultado, aproveitando bem esta ótima oportunidade. A equipe ficou feliz comigo e com o Paul (di Resta, que também esteve testando com o time) e tivemos um dia bem produtivo”, diz Fittipaldi, que deu 60 voltas no teste.