quarta-feira, 19 de novembro de 2008

GRANDES PRÊMIOS ASIÁTICOS


Olá amigos da purissíma adrenalina pura!


Quero iniciar esse bate papo com vocês meus grandes leitores, chamando a atenção para a turma de olhos rasgados e pele amarelada : Os japoneses. Essa população é muito, mas muito mesmo, apaixonado por automobilismo fico impressionado como as arquibancadas dos grande prêmios estão sempre cheias. Valendo lembrar que nunca na história da F-1 tivemos pilotos japoneses que tenha sido de grande destaque internacional ou mesmo que tenham competindo em equipes de ponta.


No cenário atual o Japão está sendo representado pelo piloto Kazuki Nakajima que defende a equipe Williams atualmente utilizando motor japonês (Toyota) . Em meu ponto de vista penso seguinte: que me desculpem os japoneses-nada contra vocês- os pilotos só ocupam lugares nos cockpits por exigência de patrocinadores ou então por dispor de uma reserva de milhões de dólares suficientes para cobrir os custos de uma temporada. E o que dizer da China, que por enquanto ainda não apresentou nenhum representante no mundo fechado da f-1?


De uma coisa tenho certeza, o desejo veemente na tecnologia, o desafio constante na superação de marcas e resultados são fatores preponderantes do povo japonês. Um grande abraço a todos as comunidades japonesas existentes em nosso país.


No GP do Japão o sol brilhou intensamente para Fernando Alonso, atualmente o único bicampeão em atividade na categoria soube se aproveitar muito bem da confusa largada deste grande prêmio onde Hamilton habituado ao estilo show-men de pilotar não poupou esforços em recuperar a má largada que fizera. De pole position caiu para terceiro e tentando recuperar a posição antes da primeira curva perdeu o ponto de freada passou reto e por pouco não causou acidentes.


Sua situação ficou ainda pior pois caiu para sétimo, recuperou a sexta colocação e foi em busca do quinto. Adivinhem quem era a próxima vítima do inglês? Acertou quem disse Massa. Pois o bicho pegou entre eles, Lewis superou Massa na freada das curvas 10 e 11 o brasileiro não desistiu e deu o "x" tocando no carro do inglês que rodou e caiu para último lugar (que azarão isso sim!). Daí por diante Hamilton e Massa foram punidos com drive throughs, o inglês devido a confusão na largada e Massa pelo toque no carro nº 22 do inglês. Hamilton não pontuou, chegou em 12º.


Após a confusa largada Kubica da equipe BMW assumi a primeira colocação trazendo com ele o espanhol Alonso que com uma Renault espetacular soube se impor na pista não permitindo que o primeiro colocado Kubica da BMW abrisse mais do que dois segundos de vantagem, nesse ritmo a possibilidade de armar uma boa estratégia na primeira parada de box e tomar a primeira colocação se concretizaria.


E foi o que aconteceu, pois o espanhol colocou menos combustível que Kubica o que implicou em menos tempo (segundos) no boxe e o resultado foi óbvio: conquistou a primeira posição. E sabendo que a BMW pararia mais ou menos cinco voltas depois no segundo pit-stop Alonso tinha a obrigação de "descer a bota", ou seja, acelerar. E foi o que fez abriu poderosos 11.9 segundos para o segundo colocado o que lhe permitiu cruzar a linha de chegada em primeirissimo lugar. Uma vitória bonita e incontestável do talento desse espanhol de vinte e sete anos de idade, dois títulos mundiais e vinte vitórias.


E o que dizer da prova de Massa? Agressiva! Digna de que busca a vitória até o último instante e não se contenta em apenas ser " mais um" na história da categoria e sim ser o número UM. Não consigo esquecer a ultrapassagem sobre o Mark Webber na reta da chegada onde o australiano irresponsavelmente foi fechando a passagem e espremendo o brasileiro para fora da pista o que obrigou-o a passar pela parte pintada de saída dos boxes. Poxa que manobra louca viu! Digna daquelas de roer as unhas. Foi lindo demais! Felipe conclui a prova em 8º mas foi beneficiado com a punição do Bourdais (STR) em 25 segundos e que algumas voltas antes tinha se envolvido em confusão com o brasileiro na saída de boxe quando os dois se chocaram. Assim o Massa assumiu o 7º posto e o francês Bourdais caiu para a 10º colocação. Foi uma pena pois o francês vinha fazendo uma boa prova.


Outro bom destaque da prova foi o Nelson Piquet que concluiu a prova em um bom 4º lugar. Nas últimas dez voltas conseguiu ficar bem próximo do terceiro colocado Kimi Raikkonen da Ferrari, poderia até ter conseguido na pista o terceiro posto do finlandês caso não cometesse uma saída de pista na curva 5.


No GP da China a Ferrari perdeu a receita de como ser competitiva e a McLaren mostrou o que é ser! Vocês meus amados leitores acreditam que a equipe inglesa abriu nada mais nada menos que 12.2 segundos de vantagem para o segundo colocado Raikkonen! Em nenhum momento o inglês se sentiu ameaçado tamanha a sua superioridade neste grande prêmio.


Raikkonen deu show sobre Massa, sempre mais rápido que o brasileiro desde os treinos classificatórios e na prova não foi diferente, o brasileiro em nenhum momento foi uma ameaça para o finlandês .A 12 voltas do encerramento a Ferrari ensaia a troca de posições entre seus pilotos e quando restaram 7 giros para o final da prova Massa ultrapassa o companheiro e assume a segunda posição, o público presente não aprovou a manobra e vaiaram veementemente a farsa.


Esses episódios sempre deixam cicatrizes na categoria e muitos não gostando, irá sempre ocorrer pois se trabalha por uma equipe e não individualmente. Agora se por acaso o título estivesse sendo disputado entre eles, é claro, que a equipe não ia se meter .Em 2007 a disputa entre Hamilton e Alonso foi bem explícita e em nenhum momento foi notado a equipe ditando ordens para facilitar a passagem de um ou outro.


Os três primeiros colocados Hamilton, Massa e Raikkonen são recepcionados muito bem por um corredor composto por mais de vinte garotas altamente selecionadas (bonitas isso sim!) e que dá um charme muito legal ao evento e uma inveja danada a nós pobre mortais carentes de um sorriso e um cheiro feminino ( risos).


Foi mal: no texto Prova de Arrancada a data do evento que ocorreu em Salvador foi 28/09/08. Acho que estou precisando de novos óculos (risos).


Em nosso próximo encontro será a vez de comentar a vitória brasil brasileira de Massa e do suado e disputado título mundial que infelizmente não veio para nossas mãos e sim para a do inglês Lewis Hamilton. Aproveitando este espaço quero agradecer a meu amigo Fagner Assis conhecido também como "guinho" lá da paradisíaca praia de Arembepe pelo apoio.


Uma boa semana e até lá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe! Deixe aqui seu comentário. Obrigado!

TV MOTOR

TV MOTOR

ESPECIAL FAMÍLIA PIQUET - EPISÓDIO 3 - MOTORSPORT.COM BRASIL

PODERÁ GOSTAR TAMBÉM

IMAGEM DA SEMANA - PEDRO PIQUET VIBRA COM PRIMEIRA VITÓRIA NA GP3

IMAGEM DA SEMANA - PEDRO PIQUET VIBRA COM PRIMEIRA VITÓRIA NA GP3
Julho 2018

Pedro Piquet celebrou sua primeira vitória na GP3, obtida na segunda corrida da quarta etapa do campeonato, disputada no circuito de Silverstone no último domingo (8). O piloto liderou um pódio dominado pela equipe Trident após superar o francês Giuliano Alesi na largada e pontear todas as 15 voltas da corrida disputada no interior da Inglaterra. O resultado ainda colocou o brasileiro no top-5 do campeonato, objetivo traçado antes da rodada dupla.


Fonte de pesquisa e reprodução: racingonline


POLÊMICA DA SEMANA - PILOTO DA F-2 É SUSPENSO APÓS "DIA DE FÚRIA" EM SILVERSTONE

POLÊMICA DA SEMANA - PILOTO DA F-2 É SUSPENSO APÓS "DIA DE FÚRIA" EM SILVERSTONE
Julho 2018

Santino Ferrucci, piloto protegido da Haas, recebe gancho de quatro provas após bater no parceiro de equipe e guiar pelo paddock segurando um celular


Piloto júnior da Haas na F1, Santino Ferrucci recebeu quatro corridas de suspensão da F2 após colidir com seu companheiro de equipe Arjun Maini ao fim da etapa de domingo, em Silverstone.


Ferrucci bateu na traseira de seu colega de Trident na volta de retorno aos boxes após a bandeirada.


Pelo incidente, ele recebeu uma multa de 60 mil euros e foi banido das próximas duas rodadas, em Hungaroring e Spa.


Além disso, o americano foi visto guiando sem uma luva entre os paddocks da F2 e F1, o que não é permitido. Nesta mão, ele foi visto segurando um telefone, e, por essas duas infrações, ele recebeu uma multa de 6 mil euros.


Ferrucci também foi visto forçando Maini, que também é protegido da Haas, para fora da pista na curva 4 na prova de domingo, sendo desclassificado da corrida.


A dupla também havia batido na corrida de sábado, sendo que Ferrucci recebeu uma punição por ter forçado Maini para fora da pista.


Gunther Steiner, chefe da equipe Haas na F1, confirmou que investigaria o incidente envolvendo seu pupilo.


“Estou ciente do incidente. Eu o vi na TV quando a corrida estava sendo mostrada. Não percebi, não ouvi o áudio, mas eu estava ciente de que havia problemas”, comentou.


“Eu disse que não vou lidar com isso hoje. Vou lidar durante a semana, então terei mais informações. Estou ciente de que algo aconteceu, mas, no momento, não tenho informações suficientes para comentar.


” Em sua conta no Twitter, a equipe Trident expressou apoio a Maini, acusando Ferrucci de “falta de espírito esportivo e, acima de tudo, com um comportamento não civilizado” por parte do piloto e de seu pai. Além disso, o time também disse que seus advogados lidarão com as implicações contratuais do ocorrido.


Fonte de pesquisa e reprodução: motorsport.com


GP COMPLETO

GP COMPLETO

VÍDEOS INTERESSANTES, EDIÇÃO Nº 26 - ENTREVISTA COM FELIPE MASSA, NA "MURETA COM RUBITO"

GP INGLATERRA 2005

CINEMA NO BLOG

CINEMA NO BLOG

EM CARTAZ

EM CARTAZ

SALVEM-SE QUEM PUDER - RALLY DA JUVENTUDE

BLOG NA TV - APAIXONADO POR F-1

BLOG NA TV - APAIXONADO POR F-1
GP Road America, F-Indy 2018

PROMOÇÕES/ CONCURSOS/ DINÂMICAS

SÉRGIO JIMENEZ - PILOTO STOCK CAR, VAI SORTEAR UM PAR DE ÓCULOS PARA OS FÃS QUE O ESCOLHEREM NO HER

SÉRGIO JIMENEZ - PILOTO STOCK CAR, VAI SORTEAR UM PAR DE ÓCULOS PARA OS FÃS QUE O ESCOLHEREM NO HER
Clique na imagem e saiba como participar.

MUNDIAL PILOTOS F1 2018

MUNDIAL  PILOTOS F1 2018

CLASSIFICAÇÃO APÓS GP INGLATERRA


1º Vettel, 171






2º Hamilton, 163





3º Raikkonen, 116



4º Ricciardo, 106



5º Bottas, 104
6º Verstappen, 104





7º Hulkenberg, 42





8ºAlonso, 40



9° Magnussen, 39



10º Sainz, 28



11º Ocon, 25





12º Perez, 24





13° Gasly, 18





14º Leclerc, 13





15º Grosjean, 12




16º Vandoorne, 8






17º Stroll, 4







18º Ericsson, 3





19º Brendon, 1



20º Sirotkin, 0






MUNDIAL CONSTRUTORES F1 2018

MUNDIAL CONSTRUTORES F1 2018
Classificação após GP Inglaterra



1º Ferrari: 287 pontos





2º Mercedes: 267





3º Red Bull- Tag Heuer: 199

















4º Renault: 70




5º Hass-Ferrari: 51





6º Force India-Mercedes: 49







7º McLaren-Renault : 48













8º Scuderia Toro Rosso-Honda: 19




9º Sauber-Ferrari: 16











10° Williams-Mercedes: 4